terça-feira, 16 de dezembro de 2008

natal dos tristes

Recados do Orkut


é natal...

...mesmo que tenhas uma palavra por dizer,
uma verdade trancada na garganta,
uma revolta oculta no sangue...

é natal.

...quantas vezes sonhado fraterno
na comunhão dos sentimentos
passados de mão em mão...

é natal.

...se este não for o desejado,
curva-te perante a realidade
e comunga o pão
com o natal dos tristes.

(dos tristes que somos todos nós!)

59 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido João, belo poema que encara de frente a dura realidade que este País está passando... Beijinhos de muito carinhpo,
Fernandinha

Marta Pinho disse...

Um poema oportuno. Como sempre,tudo com refinado gosto.Engraçada a ideia do autografo.Abraço

Sueli disse...

E que neste Natal, voltemos a ser crianças, na ingenuidade e na alegria, se não der para ser eterno, que sejamos por apenas um dia. Um abraço!

Germana Salles disse...

Muito bom. Parabéns pela ideia. Feliz Natal. Que o Novo Ano continuí a proporcional feliz inspiração. Abraço

La Lola disse...

Preciosa forma de felicitar la Navidad, muchas gracias por este regalo....
Y para ti mis mejores deseos y un gran abrazo

Paula disse...

Boa tarde,
O Natal.... Para mim o Natal é a alegria em família, a troca de afectos e as reuniões calorosas... Não os presentes, isso é para os mais pequenos porque assim foram ensinados. Prefiro estar com quem mais amo e demonstar o que sinto, rir e partilhar conversas agradáveis.
Como sempre gosto do que escreve, muito mesmo...
Beijos,
Paula

Mar disse...

Precioso.

Gracias y feliz Navidad para ti también.

Un abrazo.

Adriana disse...

Passei para desejar feliz natal

Olhos de mel disse...

Oie meu amigo lindo! Escrevi também sobre isso. Triste, mais um belo poema!
FELIZ NATAL e que o ANO NOVO seja de realizações, paz, saúde e amor!
Beijos

Humana disse...

Um belo poema que retrata bem a realidade..
Como me sinto mais frágil e triste de há uns anos a esta parte, nesta época...mas é Natal!
Um Natal com muita Paz é o que te desejo de todo o coração.
Beijinhos João!

Véu de Maya disse...

belíssimo e profundo...Natal feliz...

Véu de maya.

Conceição Bernardino disse...

Lindissimo este poema que retrata tudo aquilo que somos.
Meu querido amigo Um feliz Natal.

Beijo de amizade

Os seus quadros são uma verdadeira obra de arte.
Parabéns

mdsol disse...

Sempre muito bom!
Natal Bommmmmmmmm
:))

Linda disse...

Lindoooo!!!
Que pena o Natal não ser igual para todos!

Um Santo Natal
Bjs
Linda

SAM disse...

Belo e realista poema, João!

Meus sinceros votos de um feliz natal e para todos os seus familiares.

Beijo

Mª Ángeles Cantalapiedra disse...

feliz navidad, tus versos son verdaderamente bellos aunque haya palabras que no entienda.
Un abrazo desde España

Alda disse...

Olá João,
Muito realista este teu poema...
O Natal para mim, é todos os dias! É partilhar e dar amor, ajudar quem precisa, nem que seja com um sorriso.
Um beijinho, e um Feliz Natal!

Fatima disse...

Obrigada João.
Feliz Natal

Bet [pyb] disse...

Temos que ser uns para os outros mais do que nunca.
Obrigada e um abraço de *Bom Natal* para si também.

Só- Poesias e outros itens disse...

Linda e humana mensagem de natal.

bjs.

JU Gioli

Graça Pires disse...

Um poema maravilhoso.
Obrigada. E que tenha um Natal de Amor e de muita Luz.

Maite Fdez disse...

Olá Joao!
Feliz Natal e Próspero Ano Novo.
Um abraco desde Gijón (Espanha)

Fernando Bacelar e Mina disse...

Caro Videira Santos:
Depois de tanto elogiado pela "mesa do café" não resisti e, com a Mina, fui visitar a exposição colectiva no "DP". Gostámos do que vimos e ficámos surpreendidos com a qualidade dos teus trabalhos. Estás de parabéns não só pela pintura, como, também, pelo nível da poesia que aqui e pela net vamos lendo. Um grande abraço, votos de melhoras, êxito e Feliz Natal.

dona tela disse...

Desculpe não me alongar no comentário, mas eu hoje venho só desejar umas Festas muito Felizes.

Marta Vasil disse...

Hoje só para desejar um Natal com muita harmonia.

Um abraço

MV

Desnuda disse...

Meus sinceros votos de um feliz e renovador natal para você e seus familiares e que todas as suas esperanças se concretizem em 2009, .............!


Beijooooooooooooooooohohohohoho!

JC disse...

O Natal não é igual para todos,uns têm a mesa mais farta e por vezes não se lembram daquelesque menos têm e com quem podiam e deviam partlhar.
Um abraço

Paula Martins disse...

Obrigada amigo, um Feliz Natal para ti também, cheio de Paz, Saúde e Alegria.

Beijinhos

Jofre Alves disse...

Venho apreciar este magnífico blogue e desejar um santo e Bom Natal e um Próspero Ano Novo, tudo cheio das maiores felicidades, repleto de esfusiante alegria, com tudo de bom, com muito bacalhau e rabanadas minhotas.

Haere Mai disse...

De passagem para desejar Boas Festas!

..........._
...........{_}
......... /......\\\\
........ /........\\\\
....... /_____\\\\
.... {`______`}
....././..o....o..\\\\.\\\\
...(....(__O__)...)
...{.........u....`-“}
... {..................}
.... /{..............}\\\\
... /....“............“...\\\\
.. /_/......`“`.....\\\\_\\\\
{__}##[ ]##{__}
.(_/\\\\________/\\\\_)
.......|___|___|
...........|--|--|
........(__)`(__) HO , HO, HO
BEIJO AZUL

mariam disse...

João,

grande poema!

um mar de afectos é o que lhe desejo nesta quadra e que se estenda aos restantes dias do Novo Ano.
_______ FELIZ NATAL! ______________

deixo um afectuoso abraço e o meu sorriso :)

mariam

Mª Dolores Marques disse...

Existimos e criamos realdades às quais não podemos fugir...



Um Feliz natal, já que é Natal

Dolores

Sininho disse...

...mesmo que tenhas uma palavra por dizer,
uma verdade trancada na garganta,
uma revolta oculta no sangue...


Se é Natal!!!
E tao pouco os outros se importam se temos uma palavra por dizer, uma verdade trancada na garganta ou uma revolta oculta no sangue!!!

Obrigada por me fazer sentir feliz ao dar-me a chave de uma tristeza inutil e oculta!!!

Feliz Natal!

Menina do Rio disse...

A força do pensamento

A minha sugestão para estes tempos é:
Vamos doar-nos mais e diminuir o individualismo!
Que tal, um pouco mais de atenção aos filhos, aos
companheiros(as), aos almoços de domingo, menos
eu e mais "nós"?
Prega-se tanto amor, mas cada um só vê o seu
desamor; todos correndo numa busca louca de ter,
que acabamos por esquecer-nos de "ser".
Já viram um Maracanã lotado em dia de clássico?
Existe no futebol o chamado "inconsciente coletivo"
Esse "inconsciente" é capaz de virar um jogo!
Então imaginem 10 mil Maracanãs cheios! E o inconsciente
coletivo dessa torcida toda; uns pelos outros!
Não só em tempos natalinos, mas em todos os dias
de nossas vidas! Se é verdade que a FÉ move montanhas,
então imaginem do que somos capazes se direcionarmos
nosso "inconsciente coletivo" uns aos outros; se
"crermos" e agirmos conforme essa crença.
Podemos fazer a diferença...

Esses são os meus votos de Natal!
Beijinhos
(Verô)


"Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo;
todos são parte do continente." (John Donne)

Estrella Altair disse...

Feliz Navidad, Joao, que sejas feliz e que no novo ano te traga coisas lindas. Um besazo

Artista Maldito disse...

Ola João

Venho partilhar este Natal com todo o carinho e do fundo de mim mesma desejo-lhe muita alegria nesta quadra natalícia.

Deixo-lhe um beijinho com muito azevinho
Isabel

Fátima disse...

Olá amigo João,
Deixo-lhe os meus votos de Festas Felizes, e a minha amizade!

Beijinhos cheios de Boas Energias! ♥

☆*´¨`*☆.¸¸.☆*´¨`*☆.¸¸.☆*´¨`*☆.¸¸.☆

Caçadora de Emoções disse...

João,
Um Feliz e Santo Natal para si, rodeado de quem mais gosta...
Fique bem.

Abraço grande e um sorriso :) amigo

Paula disse...

Olá bom dia,
Só passei para lhe desejar um feliz Natal.
Beijos,
Paula

AnaMar (pseudónimo) disse...

Boas festas! E O Natal é o que fizermos dele
http://mundodasaventuras.blogspot.com/

Beijo

mundo azul disse...

__________________________________

Não vou lhe desejar um Feliz Natal, mas, sim enviar o desejo sincero, de que TODOS os seus dias sejam plenos de muita luz, harmonia, saúde e serenidade!

Beijos de luz e o meu especial carinho!

____________________________________

FERNANDA & POEMAS disse...

Querido João, desejo-te do fundo do meu coração, tudo de bom para Ti e tua Família...
Um grande abraço de Amizade,
Fernandinha

Pico minha ilha disse...

Que neste Natal a paz e o amor viva cada vez mais em nosso coração.Um imenso abraço.

Cristiana Fonseca disse...

Bela mensagem e linda escrita.
Desejo a você Boas Festas
Abraços,
Cris

Myr disse...

"
...quantas vezes sonhado fraterno
na comunhão dos sentimentos
passados de mão em mão"...

Lindisimo!!! BELLO, BELLO!!!

Te deseo toda la felcidad del mundo en estas Fiestas! y que el 2009 te traiga mucha, mucha alegria!

ABRAZOS

Júlia Coutinho disse...

Querido amigo João,

Vim desejar-te um Feliz Natal, deixar-te o meu abraço solidário, e fiquei deliciada com a música e o excelente poema aqui deixado.Belo e corajoso.
Já tinha notado a ausência.
Grande abraço.

Juani lopes disse...

que pases unas felices fiestas en compañia de tu familia
saluditos

Lyra disse...

Venho desejar um Feliz Natal, cheiínho de prendinhas e um Excelente 2009, replecto de carinho, boa disposição e sucesso!

Beijinhos de Boas Festas

Lyra

;O))))))

A Teoria do Kaos disse...

Olá,

Passei apenas para desejar um Bom Natal e um optimo Ano Novo.

Abraço

María disse...

Feli fiestas llenas de amor, paz y felicidad.

Saludos cordiales.

Rui Caetano disse...

Um NATAL FELIZ inundado de alegria e amor

fgiucich disse...

Paso a dejarte un abrazo y desearte muchas felicidades.

Sol da meia noite disse...

E aqui venho comungar deste espírito de Natal.

Um abraço fraterno

Branca disse...

Obrigada pela visita...gostei muito pois tive a oportunidade de vir aqui...
Que 2009 lhe traga muitas realizações, tanto pessoal qto profissionalmente.
Branca.

Miguel Barroso disse...

Belo poema-retrato.


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

Lu Souza disse...

Obrigada pela visita!
Boas Festas!

Bjos

Cris disse...

Sim, João...Dos tristes que somos todos nós! Feliz Natal e grata pela oportunidade de lê-lo. Volto! Gosto muito da forma como escreves.

Lucia Maria Lima disse...

João,
Boa noite!

Mais uma vez, ao visitar o teu blog, encantei-me com o teu trabalho.Desta feita, com o poema "natal dos tristes", no qual percebi uma excelente releitura do Natal, distribuída em dois tercetos, um quarteto e um monóstco.Nos tercetos, exatamente dois, talvez hajas querido reperesentar as duas parcelas da sociedade: a que tem fome e a que esbanja. No quarteto-apenas um -quem sabe, hajas aludido a uma parcela intermediária, àquela que vê a miséria alheia, tem consciência dela, mas cruza os braços. E, no monóstico, talvez esteja representada a parcela mínima que tem consciência e ainda faz algo para minimizar o sofrimento da maioria.
Maravilhosa composição em verso brancos e livres e, portanto, assimétricos, como assimétrica é a sociedade.
Iniciaste o texto com uma expressão que se repete como refrão , não sem causa.Se assim o fosse, implicaria redundância.Ao contrário dela, soa como reiteração , como se pretendesses introjetar nas pessoas, mesmo que por osmose, essa data, não ela por ela mesma, mas pela importância que tem. A primeira vez em que aparece, vem seguida de reticências , como se não tivesses muita convicção de que se está num tempo de paz, afinal, vivem-se guerras, catástrofes .Enfim, nada que o caracterize como tal. A segunda vez em que surge, vem imponte , seguido apenas de um ponto, ponto final.Representaria a convicção de que essa data chegou, queiram as pessoas ou não?!
Na última, repetiste a ecolha, parece-me que para reafirmar a necessidade de que as pessoas se dêem conta de que ele chegou e de que é preciso fazer algo, mudar de postura, ser mais gente,mais humano. E o fato de a expressão se repetir, provavelmente implique a noção de continuidade, de permanência, de que o natal deve ser uma constante.
Começaste a primeira estrofe com uma concessiva .Estarías pensando no protesto daqueles que não vêem nada para comemorar no natal?
Na segunda, iniciada por um pronome indefino, estariam inclusos aqueles que se sensibilizam diante dos problemas alheios, mas não conseguem ,efetivamente, fazer nada.Os que acabam por transferir para outros uma tarefa que é de todos nós?!
Na penúltima, optaste por uma condicional. Estarías fazendo referência aos resignados, mas solidários, àqueles que, diante da imposibilidade de resolver tudo sozinhos, fazem a sua parte e partilham tudo, inclusive a anugústia de não serem onipotetes?
Na última, iniciada por preposição - constituída por apenas um verso e entre parênteses- estarías definindo o natal e atribindo-o a uns poucos que realmente se importam com a humanidade sofrida e que vivem o verdadeiro snetido desse tempo? Tão pouocos que ficaram escondidos nos parênteses?
Ah, poeta, megulhaste fundo na alma ,tua e dos outros e, de lá ,retiraste o material para compor esse tão profundo e significativo trabalho. Com que sensibilidade o fizeste!
Sinto-me presenteada ,mesmo que anonimamente , com tão perfeito poema natalino, apesar de não te ver fazendo poesia circunstancial. Mas essa veio como uma luva que cabe em e todas mãos. Que encontra respaldo e guarida em boa parte dos corações.
Parabéns! Que esse teu espírito invasor de almas seja perene em tua vida.
Um abraço,
Lúcia Lima

Angela Ladeiro disse...

Depois de ler o poste de Lúcia Lima, fiquei bloqueada! Não tenho conhecimentos para postar á altura! Mas uma coisa eu sei, é que gostei e li e reli! Parabéns João. Continuação de Bom Ano, sem gripes. Eu cá ando a curtir a minha...Um beijo