quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

epitáfio do ano


Cumpre-se um ano mais.

Na paz do silêncio olham-se os dias...

Entre si, os diferentes caminhos, em quatro estações do ano...

Tantos dias, os que estamos sós, no silêncio do nada.

Tantos dias em que a alma se separa do corpo e voa ao alcance da ilusão...

Cumpre-se um ano mais.

Faz medo olhar o tempo no devaneio dos dias que passam e deixam memórias no aglomerado do pensamento...

Faz medo olhar o vazio, o espaço daqueles que nos deixaram no caminho que antes foi seu...

Um ano mais no sonho que não se cumpriu e em que bocas de uma só língua vibraram no enleio da mentira, no desespero da afirmação, na luta sem tréguas pelo atropelo...

Um ano mais e o mundo continua igual...

Imita-se a si mesmo na chaga que purga e torna incurável a cobiça, a ganancia do homem...

Ninguém abre o segredo da porta em que se guarda,  ninguém renuncia ao amor próprio para ser comum,  um todo da humanidade...

Cumpre-se um ano mais.

As promessas diluídas no tempo fantasiaram e deram cor a votos que não se cumpriram.

Todos fomos cumplices do que acabou sendo uma mentira, na verdade dos dias, na soma dos meses, na conclusão de mais um ano.

Será assim no futuro, no novo ano ou será que as grades e os ferrolhos de cada um abrem-se à vida e sem serem dúbios consagram a realidade dos votos?

Um ano novo nos espera, mais doze meses ditarão a realidade do que se deseja e nem sempre se cumpre.


JVS  -  LEM, Bahia, Brasil, 28.12.2016  -  08.45h


======

domingo, 18 de dezembro de 2016

natal 2016

                                          

======

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

levas-me no bolso...

levas-me no bolso,
no bolso de trás
no balançar da anca,
na nádega redonda
onde redondo danço
o teu caminhar

joão videira santos

                                                 

======

terça-feira, 11 de outubro de 2016

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

ana litico

de um tempo antigo, reafirmando as palavras e as mesmas certezas.
o poema...in "meio tom"


======

domingo, 18 de setembro de 2016

no sol em que se guarda...

                                        

======

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

finalmente, setembro


finalmente, setembro, o mês que concretiza as ambições e a chegada do rato mickey,

há festa no reino privilegiado de uns quantos ratos e tristeza em casa da carochinha.

caiado o ninho, já anima a festança com a repartição do bodo-queijo.

regozijam os ratos na espera de comerem tuuuuuudo.

não importa quem roubou o queijo, o que importa é que mickey chamou a si a comilança toooooda.

no ninho da ratança, os ratinhos seguidores esperam por um pedaço de queijo como paga do rei rato.

mickey chama a si o parque de diversões como rei absoluto da sua disney.

a ratança rejubila, é festa!

quando o queijo acabar e a fome apertar, a ratança em desvario outro mickey vai concertar


segunda-feira, 22 de agosto de 2016

C O O L a g e n s no Brasil

COOLagens depois de ter apresentado este tipo de trabalho em Portugal, chegou a vez de o fazer no Brasil e em nova versão.

Será em Luis Eduardo Magalhães, na Bahia.

Fica o folheto da exposição que tem desenho gráfico de Manuel Cabral / Ideiagrafix / Lisboa



Exposição PRORROGADA até Novembro de 2016

======

quarta-feira, 13 de julho de 2016

nikki

Ao longo da minha vida tenho tido diversos cães.

Eles têm sido fiéis e dedicados companheiros em todos os momentos.

Perdê~los foi, sempre, extremamente doloroso.

Muito doloroso, mesmo.

Lembro todos com muita saudade.

Lembro do Nice, da Boneca, da Beauty, da Tita e da Nikki.

Hoje, não tenho cães.

O ultimo que perdi foi a Nikki, um cocker spaniel americano.

Para ela escrevi o poema que segue e foi editado no meu ultimo livro.





======


segunda-feira, 13 de junho de 2016

há tantos Orlandos

                                              

======

quarta-feira, 11 de maio de 2016

na aurora do dia...

                                             

======

sábado, 7 de maio de 2016

hoje é sexta, amanhã é sábado, a feira das palavras foi hoje!

Hoje é sexta, amanhã é sábado, a feira das palavras, das decisões, começou de manhã.

Os homens em quadrado, nem pensaram, limitaram-se a repetir o que haviam bradado aos quatro ventos.

Decidiram pela voz dos seus no cumprimento estipulado.

Decidindo com leveza, com o que parece e com a decisão arregimentada, cumpriram com o seu interesse dizendo repetir  o grito que lhes trespassa a alma e chega das ruas.

Hoje é sexta, amanhã é sábado, a feiras das palavras foi hoje.

Agressivas, imponderadas, desrespeitosas, cada um à sua vez
não foi mais que a voz do dono.

Hoje é sexta, amanhã é sábado, o fim de semana começa com outra perspectiva, com a mesma feira de palavras, com a vaidade e o desejo de sempre ou seja:  devagar, devagarinho até ao topo da ambição.

Ambição deles! Não a nossa!




======


sexta-feira, 29 de abril de 2016

corpo pianoforte

quando la poesia vola il mondo...

il miei ringraziamenti vanno a Valentina D'Orazio, in Italia, che ha fatto la versione italiana della mia poesia "corpo pianoforte"

                                             

======

segunda-feira, 18 de abril de 2016

hoje é segunda....

dedicado aos meus amigos, àqueles que na maioria do "sim" têm a verticalidade de dizer "não" e aos que sabem  que a esperança é a ultima coisa a morrer, sobretudo, quando o homem já não sonha.

--------------------------

hoje é segunda e ontem foi domingo.

ontem foi dia em que todos os espantalhos se agitaram com os nervos fantasiosos da mudança.

ontem foi dia em que as palavras persistiram vivas como o agreste persiste na natureza-mãe.

hoje é segunda. dia de trabalho para todos e para alguns que teimam colorir a sua mentira com o canto das sereias.

hoje é segunda e o sol que é para todos, brilha na fantasia dos esconsos cerebrais do que parece e não se prova ser.

hojé é segunda e o que foi ontem não será mais hoje, tão pouco na terça.

...porque os dias, como nós, são desiguais.

exactamente como dois braços ou duas pernas, exactamente como ser de esquerda ou ser de direita.

hoje é segunda, ontem foi domingo.

amanhã é terça e os dias renovam-se na esperanã consecutiva de um novo Amanhã.

                                  

------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

mesmo ausente, expondo em mais uma colectiva...

Embora a residir no Brasil, por iniciativa da minha Curadora, uma vez mais e a convite, participei no Salão da Primavera  de artes plásticas do Auto Club Médico Português.
Este ano, como a exposição está vocacionada para o desenho, apresento um trabalho a tinta da china,
"Barafunda / Exodus" é o seu título e vem a propósito daqueles que, por circunstância da guerra, deixam os seus países, rumando à Europa
A exposição decorre de 31 de Março a 22 de Abril. 
Cartaz do Salão
"Barafunda / Exodus
-------

======




terça-feira, 22 de março de 2016

dia mundial da poesia


...e porque hoje é o dia
e o poema tem voz,
façamos dele alegria,
esquecendo a tristeza,
a dor que há em nós!

======

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

no Mural de Poetas Amigos no Facebook...



A poetisa e ambientalista Sandra Fayad, membro do Sindicato de Escritores do Distrito Federal, Brasilia, Brasil, teve a gentileza de me dedicar durante quarenta e oito horas, a 34ª capa do Mural de Poetas Amigos no Facebook e convidar a participar nele todos os que tenham perfis compativeis e se identifiquem com as suas normas.
Aqui ficam duas fotos do cabeçalho do Mural e o respectivo texto.

======

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

o desejo


                                               

Remexendo arquivos, reencontrei  o que "descobri" na internet há tempos atrás.
Ou seja numa imagem, um poema de que sou autor.
Embora não esteja exactamente como o dispus, aqui o edito

======

sábado, 9 de janeiro de 2016

sete segredos

                                 

Eitado por Thesaurus - Brasil

======

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

para o meu irmão Adalberto

O primeiro poema que escrevi em 2016 é dedicado a meu irmão Adalberto que, neste momento, está com sério problema de saúde.
Nele vai o meu desejo de melhoras e um sentido abraço pela coragem e determinação que sempre teve para vencer os contratempos e vicissitudes da vida.
Foprça, Adalberto!
                       

sábado, 2 de janeiro de 2016

do Brasil...

Do Brasil com votos das maiores felicidades em  2016 para todos os meus familiares e amigos de aquém e além mar.
Uma saudação especial aos de Lisboa, a minha cidade, sempre tão presente,
                                       

------