quinta-feira, 7 de maio de 2009

guardado em tua boca



espreguiço a colina dum sorriso,
o vale onde o sol se despenha…

…e num abraço eterno,
nos olhos redondos da existência,
beijo o céu de prata
guardado em tua boca…

27 comentários:

Rosette disse...

Poucas palavras e o sentimento a que nos habitua.Felicito você.

Fatima disse...

Um poema preciso e conciso!

mundo azul disse...

_________________________________


...que lindo!


Beijos de luz...

_________________________________

Angela Ladeiro disse...

Em pouco se pode dizer muito e isso é o mais difícil de fazer! Parabéns

Marta Vasil disse...

Como foi bom "espreguiçar" o sentido de tão poucas palavras! Nem todos o conseguem, não é? Parabéns, João.



MV

elvira carvalho disse...

Pequenino, mas cheio de intensidade.
Um abraço

fgiucich disse...

Los tesoros guardados en un rostro bello. Abrazos.

mdsol disse...

Que bem que escreve!

Colinas de sorrisos é o que me provoca!

:))

Carla disse...

que dizer desta mágicas palavras?
perfeitas...
beijos

Humana disse...

Só consigo dizer: Lindissimo!
Um beijo grande João.

PS - A escolha das musicas tb é sempre magnifica.O bom gosto impera no seu espaço.

mariab disse...

belíssima essa "colina dum sorriso".
beijos

BC disse...

É difícil dizer tanto em tão poucas palavras.
Só os poetas o fazem.
Abraço
Isabel

Ana Martins disse...

Lindooooooooooooooo poeta!!!!!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

lua prateada disse...

Lindas palavras cheias de magia...
Fica aqui o desejo de um lindo fds. vamos apreciar as pequenas coisas, pois um dia, talvez olhemos para trás e descubramos que foram essas as grandes coisas.
Beijinho prateado

SOL

Dina disse...

Vinha retribuir a visita como mandam as regras da boa educação mas fui cativada por este texto.
Além disso descobri que temos gostos comuns, o VERDE, as artes plásticas e a RÁDIO!! Esse amor maior ao qual tenho permanecido fiel ao longo da minha vida. Não há outro que ocupe o seu lugar.
Voltarei.

Martinho da Silva disse...

Embora comente quase todos os posts e por isso entre na rotina, não desisto de o fazer, tal é o relevo que aqui dou ao que é editado.Sempre muito bom e com interesse.Um abraço

neide disse...

Lindo!
Poema curtinho, mas que diz muito.

Ótima semana.

Bjsss

Graça Pires disse...

Tão singelamente emotivo!
Um beijo, Amigo.

mjf disse...

Olá!
Vim agradecer e retribuir a sua simpática visita ao meu cantinho...
Obrigada
Gostei do que li aqui ;=)
Voltarei

Beijocas
Boa semana

M.A. disse...

Vim agradecer o seu comentário no post sobre João Villaret, no Simecq.Cultura.
Igualmente o fiz lá no blog e, acrescentei ainda, que muito embora a saudade possa ter batido forte em quem o conheceu, falar dele é, a meu ver, a melhor forma de o testemunho se passar aos mais novos.
Bem haja pela visita.

Sandra S. disse...

Esta é a prova de que não são precisos versos intermináveis, nem palavras indecifráveis, para se ser um poeta magnânimo.


adoro esta música de fundo :)
beijinhos

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Lindo, verdadeiro, cheio de amor.
passei para desejar uma ótima semana.
tenho novidades lá.
beijosssssssssssssssssss

Maria Anjos Varanda disse...

lindo....
"espreguiço a colina dum sorriso,
o vale onde o sol se despenha…"

Magnificas palavras...

Beijos e boa semana

Paula disse...

Lindo!!!
Um beijo,
Paula

Desnuda disse...

João,

"...beijo o céu de prata
guardado em tua boca… "


Bonito demais!!!


Um carinhoso beijo

Emanuel Azevedo disse...

Gostei muito do teu poema!

mariam disse...

João,

este poema, é tão bonito!

um sorriso :)
mariam