quinta-feira, 13 de agosto de 2009

solama



transpiro o sol nos suores escorridos,

nos pardacentos que o dia conjectura…


na azáfama, na falsa transparência,

um fio sedoso prende olhares,

palavras por dizer…


na linha suspensa, no imaginário da escrita,

viro a página, a melodia sufocante,

a palavra repetida na palavra…calor!


-----------------

"horizontes de bruma", pintura a acrilico
de minha autoria com as dimensões de 50 x 70 cm

-----------------

18 comentários:

Lucia Lima disse...

Você é o poeta das infinitudes, das completudes incompletas
que consegue juntar, a um só tempo e em só texto, o abstrato e o
concreto, o tênue e o espesso, a alma e o corpo como se os pusesse
em uma ampulheta em que eles, embora fossem inseparáveis, pudessem, a um olhar atento, microscópico, ser capitado cada um a seu modo e à sua espesura e fuidez.
Gostaria de poder dizer o que creio haver percebido nesse poema,
entretanto, embora a linguagem nos ofereça múltiplas possibilidades, por vezes, se nos apresenta finita, limitada e, portanto, incompetente para transmitir nossos estados d'alma.
O poema está belíssimo, enigmático, porém visível por se mostrar imagético. Perfeito! Parabéns! Abraço,

HSLO disse...

Suas palavras são perfeitas...gosto sempre de esta aqui, quero viver aqui.


abraços


Hugo

Martinho da Silva disse...

Acabam-se as férias, o verão vai alto mas a poesia,por aqui continua viva e vibrando com a força de alguém que sabe como usar as palavras.Parabéns,poeta.Temos em leitura mais um excelente poema.Abraço

Alegria disse...

Quando entro em teu espaço, sempre fico encantada pela sua escrita e hoje vejo que ainda cria arte além das palavras. Costumo dizer que homem é aquele que sabe passar ler as entrelinhas da vida e assim conquista a todos com sua sensibilidade e inteligência, difícil encontrar esses homens, e me atreveria dizer que mulheres também, afinal a igualdade afastou o romantismo ou o lúdico. Enfim acho que me estendi demais no meu comentário.
Aplausos para toda sua criação.
Até mais
Renata Vasconcellos

La Lola disse...

¡que bonito!...Palabras por decir.
La pintura también me ha encantado. Me alegra leerte de nuevo.
Un abrazo

Alegria disse...

Bem para começar obrigada, e o engraçado é que acabaste por entrar em meu blog infantil, rsrsrsrsrs, tens alma de criança. O outro é mais adulto porém nem um pouco normal, rsrsrs, sucesso na tua exposição e tendo uma Renata como parceira sei se esta muito bem acompanhado.
Meu outro Blog é o Alegria, joie, joy.
Beijos e muito mais sucesso.

Renata Vasconcellos.
http://renatagomesdefarias.blogspot.com/

Dora Regina disse...

É muito bom passar por aqui, tem sempre coisas lindas de se ver e de se ler.
Um abraço brasileiro pra você!

elvira carvalho disse...

Sufoca a melodia, sufoca o calor. Felizmente não sufoca a sua veia artística para nossa alegria. O quadro uma maravilha. A lembrar desenhos da Índia.
Um abraço

Andreia disse...

Olá querido Videira, sempre que por aqui passo deparo-me com fortes e encantadoras palavras!!!
Adoro ler-te...
Ternos beijos para ti...

Estela disse...

Completíssimo!
Poesia e imagem se fundem.
Bjs.

Mª Dolores Marques disse...

Como ficar iniferente? Palavras, cor, movimento, num espaço que apetece...estar

Bjs

Shanty disse...

En tu espacio se refleja la estética, en TODO.

Buen fin de semana.

Paula disse...

Palavras é o que por vezes me falta para demonstrar o quanto me agrada ler as suas.
Um grande beijo

helen ps disse...

O poema é muito interessante, e a obra em acrílico é "show". Completaram-se bem uma à outra.

Abraço.

PAZ e LUZ

Graça Pires disse...

A palavra repetida e pintada na palavra...
Um beijo amigo João.

Cindy Allegro disse...

Um artista de dupla faceta.Gostei de ambas. Parabéns.

Angela Ladeiro disse...

Olá João...Que tudo vá correr como imaginou, lá por Brasília. As minhas férias vão a meio. Uma mescla de namoro,(com passeios...) e a dedicação aos netos, para que os pais possam igualmente namorar... Vou pela net, como passante, com o pouco tempo que me resta. De Julho a Setembro é sempre assim...desculpe por não comentar...Esta tela é especialmente bonita. Parabéns

Alda disse...

É sempre bom passar por aqui...Gostei muito da pintura João, e sabe que eu à vários anos fiz um desenho quase igual ao seu e à um mês atrás fui descobri-lo! Resolvi pintar em tela a acrílico e ficou lindo!
Um Beijo