sexta-feira, 22 de julho de 2011

perto e longe



perto e longe,
onde o incerto se repete,
a brisa do vento
sussurra o canto,
a dor do lamento,
a alegria do pranto...

perto e longe,
onde o dia
despe a luz,
o tempo da espera...

======

imagem de autor desconhecido

======

4 comentários:

Linda Simões disse...

João,

bonito este perto e longe onde o dia despe a luz...

Boa semana,

Linda Simões

Graça Pires disse...

Perto e longe o tempo das palavras...
Beijos.

Yudith disse...

Hola Joao saludos, pasando a visitarte y leer tus poesias, muy lindas...cerca y lejos,donde el día
tiras de luz, el tiempo de espera ...

claudete disse...

O dia se despe da luz, mas sem se perder dela , é esta renovação da vida que nos fascina, delimita tempo e distância... Lindo! Boa semana