quinta-feira, 21 de junho de 2012

desenho com a mão da palavra


desenho com a mão da palavra
ferindo a luz dos sonhos…

…e tu, fruto da minha lavra,
poema duma só boca,
és mais que razão,
   mais que coisa pouca


======

3 comentários:

Anónimo disse...

Extremamente bonito. Parabéns!Teresa Silva

Paula Raposo disse...

Sempre belos os teus poemas...beijos.

Vanessa, vulgo Kakau disse...

Ao desenhar com a mão da palavra, rabisca meias verdades
que fere os sonhos
e traz para a realidade
em uma só boca:
a razão, mas do que pouca!!!

- saudades daqui!

Beijos