segunda-feira, 13 de julho de 2009

redondeando...



redondo desejo em teu corpo serpenteado;

redonda loucura na pérola dum beijo;

redondo segredo na maré do silêncio;

quadrados fins no vértice do fim…

31 comentários:

Rosangela Prieto disse...

Uma ternura de palavras com erotismo seleto. Oarabéns

Vanessa disse...

Redonda surpresa pelo belo poema aqui criado...
Redondamente fantástico!

Beijos

Estela disse...

Não vou dizer que é redondo, pois vai ficar redundante (rss.). Mas posso dizer que é MARAVILHOSO.
Bjs.

Andreia disse...

Redondamente belo!
Parabéns!
beijosss...

impulsos disse...

Poema com formas arredondadas e de muito boa qualidade.
Como sempre, aliás!

Beijo

Shanty disse...

Pequeño, pero suficiente para comprender. Lindísimo.

Un abrazo.

Diana Correia disse...

Estava aqui a pensar numa forma de exprimir o que este poema me fez sentir quando comecei a ouvir a sua playlist de homenagem ao Michael Jackson (que aplaudo) e então vou usar uns versos de uma música dele que me vieram à cabeça quando li este "redondeando...":

"Love is a feeling
Quench my desire
Give it when I want it
Taking me higher
Love is a woman
I don't wanna hear it
Give in to me
Give in to me"

Um beijinho*

Graça Pires disse...

Redondas as palavras. Redondo o silêncio. O que foi dito. O que ficou por dizer. Muito Bom, amigo. Um beijo.

Caçadora de Emoções disse...

João,
Já sentia saudades...
Poesia que arredonda as palavras tornando-as saborosas.
Acompanhado de uma expressiva música de fundo, relembrando Michael Jackson.

Abraço grande e um sorriso :)

Blog da Mulher Necessária disse...

UAU, JOÃO...
QUE COISA MAIS CONTUNDENTE, REDUNDANTE, REDONDAMENTE ATRAENTE, CURVILÍNEA E ESCORREGANTE, COMO UMA EXPRESSÃO DE ÊXTASE DIANTE DAS FORMAS DO UNIVERSO, TEU POEMA É MESMO UM CÍRCULO CONCÊNTRICO, E TU TE CONCENTRAS NO CENTRO DE TUDO... FAZES BEM, PORQUE DESTE FORMATO ARREDONDADO NASCE O FETO, O AFETO, O FUROR DO QUE ESTÁ POR DENTRO, DO ÚTERO EM FLOR, ONDE SE ACOMODA O AMOR E A VIDA SE OFERECE, EM ONDAS CIRCULARES, SEMPRE, COMO VEJO O TEU POEMA, ASSIM, CIRCULANTE, EM MIM. BEIJO
CIDA TORNEROS

bellota_b disse...

Si,mi cuerpo es serpenteado.;) jijijij


saludos desde Chile!!!

Luís Martins disse...

Imaginativo,interessante,o incomum da poesia.Parabéns.

elvira carvalho disse...

Gostei deste redondo carregado de erotismo.
Um abraço

São disse...

Redonda beleza a do poema

Que o dia também seja redondo.

mundo azul disse...

___________________________________

...uma ode à mulher amada!

Gostei!


Beijos...

___________________________________

Angela Ladeiro disse...

Como sempre em destaque. Muito belo. Agora quero aproveitar para desejar os Parabéns ao aniversariante. Um beijinho

Lucia Maria Lima disse...

Dia 16 de Julho...Feliz aniversário!

Para não ser lugar comum, acresço o meu carinho e essas singelas palavras:

Nasce um menino,provavelmente, igual a tantos outros, mesmo sendo diferente.

O tempo desnuda o adolescete inteligente, criativo e espicaçador do conhecimento.

Em pouco tempo, esse mesmo tempo, num outro tempo, revela um homem inquieto e insaciável vontade de tudo e de nada que busca no mundo das palavras, da história e dos pincéis
sua realização.

Esse homem costura o nada abre o tudo , fala de todos os sentimentos ,desnuda os seres e
esconde-se de si, embora revele-se a cada dia no que pinta e no que escreve.

Esse é o João que eu penso que conheço.

A ele, todo o meu carinho.

Parabéns!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

É João, até que você tem razão nas suas palavras, mas ando tão descrente de tanta coisa que a melhor coisa é parar um pouco, antes de fazer o errado.

Adorei sua presença no nosso blog. Temos um outro blog "Néctar da Flor" e lá estamos oferecendo aos amigos um selos contra o plágio. Se você aceitar, pode pegar, é todo seu.

Espero não perder contato.

Noite de luz!

Rebeca

-

Porcelain Doll disse...

:) Obrigada pela visita!

Martinho da Silva disse...

Um grande abraço de parabéns, saúde e muitas felicidades.Que a inspiração não lhe falte e continuí a brindar-nos com a sua excelente poesia!

Alegria disse...

Vim para dizer o quanto fiquei honrada em ter um comentário seu em meu blog, talvez o nome que escolhi para ele me dê sorte, e espero que possa sempre vir em seu espaço ler e aprender.

Renata de vasconcellos Farias.
Olinda Brasil.

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi João,

Tudo bom? Freud é incrível!!! Até sobre o segundo casamento ele já escreveu, acredita?

Bom final de semana e aproveite Lisboa por nós,

Bela - A Divorciada

Je Vois la Vie en Vert disse...

Olá João,

Vim para agradecer a sua visita e fiquei agradavelmente surpreendida pelo que vi e li !
Que bela forma de homenagear as formas redondas da mulher !

Importa-se que fique com os selos "não à pedofilia" e "violência contra a mulher" ?
Se não disser nada,para não maçar e obrigar a uma resposta, considerarei então que o meu pedido é aceite.

Verdinha

Canduxa disse...

redondo é sempre maravilhoso...
pode ser o sol ou a lua...
aqui, é corpo serpenteado.

obrigado pela simpática visita ao meu mundo.

Desnuda disse...

Maravilhoso, João! Um sorriso redondo pela beleza da partilha!


Bom fim de semana! Beijos

Je Vois la Vie en Vert disse...

Obrigada !

Um beijinho verde

Princesa disse...

Se um dia tudo lhe parecer perdido.
Lembre-se de que você nasceu sem nada e que tudo que conseguiu foi através de esforços e os esforços nunca se perdem somente dignificam as pessoas


Um beijo

claudete disse...

O redondo é infinito, o encontro é contínuo como seus versos redondamente corretos.
Abraços.

Ana Martins disse...

Perfeito!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Humana disse...

Belo poema!
Gosto das formas arredondadas...
Um beijo bem redondinho? ;D

Lúcia Lima disse...

João,

pareces realmente único no que crias. O poema que acabo de ler me permite dizer isso, pois ,se antes ,nas tuas sisnestesias, davas cor, sabor, cheiro ,textura às palavras, agora, foste mais além e conseguiste dar forma geométria a elas. Isso é muito interessante, pois o circulo demonstra a tua infinita busca do tudo e do nada que se encontram e se perdem no arredondar do mundo.
Parabéns!
Lúcia Lima