domingo, 6 de setembro de 2009

Brasilia, Brasilia, Brasilia...os amigos!


Brasilia é uma cidade que me encanta e fascina.

Pela arquitectura de Niemeyer, pela sua amplitude, pela sua cultura, pelos amigos que aí tenho e...pelos convivios nas noites de sexta-feira.

O Pier, o Sudueste, o Sector Sul, o Lago Paranoá são alguns dos meus lugares predilectos.

Desta vez e devido ao facto de ter estado na inauguração da exposição "o nu das palavras", aproveitei para reviver a cidade que conheci há quatro anos atrás e onde ainda hoje me sinto preso a tantas e boas amizades.

São algumas delas que recordo aqui, já com saudades e, no entanto, só estou de regresso há bem poucas horas...

Acompanhem-me nas fotos que edito e vivam comigo tantas e tão boas recordações.



Ainda não estava refeito das nove horas e meia de vôo que separam Lisboa de Brasilia e já estava no Carp Diem do Sector Sul em ameno convivio com escritores e jornalistas.
Gente de ideias, de conversa e de muita cultura.
Da esquerda para a direita: Eu, José Roberto da Silva, Fábio Dantas Melo, Marcondes Sampaio,Victor Tagore,Sábio Garbin, Victor Alegria e Professor Melo


No Filé, o quinteto não era de cordas mas sim de conversa.
À volta da mesa falou-se de economia, de politica, de sindicalismo e saboreou-se um excelente e "anafado" bife. Graaaaaande, farto e...tenro!!!
Como sempre estes convivios de Brasilia fascinam-me e servem para matar saudades do que já não tenho em Lisboa.
Na foto, da esquerda para a direita, eu, Carlos Neves Cristo (do Ministério do Desenvolvimento), António Barahona (um português há muito em Brasilia), Manuel Campos (velho amigo e dirigente sindical na Alemanha, ocasionalmente em Brasilia depois de palestra em Goiânia) e Victor Alegria (editor)


Noite junto ao Lago Paranoá onde jantei a convite do Fábio, Camila, Maiany e Elisangela. ver da esquerda para a direita). Entre um churrasco,sumos e chopps, rimos e conversámos. Uma noite agradável junto de gente jovem e bonita onde a boa disposição não faltou.


Com Marcondes Sampaio passei um dia diferente. Este autor e ex-jornalista do Senado Brasileiro, proporcionou-me um "giro" urbano e gastronómico que...nem sei se conte.
Começámos o dia cedinho pela carne seca, pelo chopp e terminámos na Cervejaria Brahama com o bolinho de bacalhau...
Marcondes que agora, também, se dedica à poesia, tem sensibilidade perspicaz e escreve duma forma interessante. Tem poemas lindissimos! Embora o que transcrevo não esteja dentro do seu habitual, achei este engraçado...

Título: Barischiniquim

Se é prá dançar, eu danço,
se é prá reggar, eu reggo,
se é prum lero, bolero,
se é prá sambar, eu sambo,
no rock e break me quebro,
Só requebro na salsa e mambo


No domingo dia 31, os meus amigos Fábio Dantas de Melo e seu pai Argemon ofereceram-me na Churrascaria Portal, em Águas Claras, um estupendo churrasco.
O que almocei, o que comi...
Devo confessar que esta familia foi extremamente simpática e amiga.
"Vieram" comigo no coração!
Aqui fica o meu publico obrigado a D.Maria do Socorro, ao senhor Argemon e aos seus filhos Ana Cristina e Fábio José.
Com eles convivi em duas óptimas refeições.


...E para que no almoço na Churrascaria Portal nada faltasse, o relações públicas do restaurante, primorou para que provasse todas as carnes de forma especial. Aqui fica a foto que tirámos no final do repasto.
Rodrigo, um abraço e obrigado pela simpatia.


A meu lado a minha mais recente amiga em Brasilia. Chama-se Camila Guedes Salgado.
"Devorou" o livro de poemas que lhe ofereci, leu atentamente os poemofotografia da expo, esteve no Aeroporto a despedir-se...A Camila é um amor!
No Aeroporto, como lembrança, ofereceu-me uma moldura com a foto que nos tirou com o propósito de que ela figurasse no meu escritório...
Pois, Camila, a foto aqui está e quase defronte de mim.
Agradeço a sua simpatia, a sua presença, a sua gentileza, a sua lembrança...tudo!


Aqui, o "nucleo duro" da minha estadia em Brasilia. O editor Victor Alegria, eu e os escritores Jarbas Júnior e Marco Polo Heickel. Para além de dois belissimos escritores que muito admiro, foram eles que me "transportaram" e levaram até onde a minha presença era solicitada.
Com eles as longas distância da cidade ficaram mais próximas. Obrigado, amigos!


Muito dificil falar de alguém que tem um grau superior de inteligência. Muito dificil,mesmo! Passei alguns momentos à conversa com o autor e poeta Leonardo Sampaio, na sua casa no Lago Sul e confesso que me surpreendeu a sua vasta cultura e o conhecimento profundo que tem da história e das raízes de Portugal (...e não só!). Ouvi-lo é como que pararmos o tempo e sentir que a história está a passar diante de nós. Sem reverências simpáticas devo confessar que este jovem vale por tudo o que é prestigiando-se a si e à juventude do seu país.
Leonardo, aquele abraço e não vamos perder o contacto.
Força! Há um futuro que espera por você!


A Angela Brusamarello é uma amiga de quem gosto muito. Tive oportunidade de revê-la e de conversarmos uma noite no Terraço Shopping. Foram momentos agradáveis e que recordarei, pois a Angela há muito que tem lugar cativo nos meus "amigos do peito"-


Ao jornalista, professor e poeta Menezes y Morais concedi uma entrevista onde não só quiz saber de mim, como, também do que penso sobre o que se escreve actualmente. De entrevistado passei a conhecedor da sua obra e confesso que me surpreendeu a sua capacidade literária.


No ultimo dia da minha estadia, a seu pedido reuni no Instituto Camões/Embaixada de Portugal com as representantes da direcção da Pró-Arte de Brasilia, D.Maria Lucia Moriconi e D.Odaiza Rodrigues Alves, as quais pretendem que a exposição "o nu das palavras", seja de novo exposta em Brasilia. Tendo em vista a calendarização de outros compromissos, ficou manifestado o nosso interesse em que tal volte a suceder e se possivel em Outubro próximo.



...E a minha estadia em Brasilia terminou com um almoço especial.
A três horas de voar rumo a Lisboa, a convite, almocei com o Embaixador de Timor Leste, Dr.Domingos de Jesus de Sousa e com o editor e amigo Victor Alegria. Na foto da esquerda para a direita.
Simpatia e amizade estiveram presentes e a promessa recíprca de colaborarmos em iniciativas particulares e colectivas.Como sempre, Timor Leste bem presente na alma e no sentimento daqueles que falam a mesma língua.

O avião esperava, o tempo voava e tive de correr para o aeroporto.

================================================

Não fossem os compromissos que me esperavam em Lisboa e teria prolongado a minha estadia por forma a corresponder aos inumeros convites pessoais e artisticos que, infelizmente, não pude aceitar.

...Mas eu volto.

Os amigos das artes (e não só) fazem questão e eu...QUERO VOLTAR!

Afinal, para eles eu já "tenho" o título honorifico de Brasiliense!

Muito obrigado a todos!

13 comentários:

Alegria disse...

Do mesmo jeito que me alegro, também me entristeço um tantinho pois não vi tua Exposição, mas pelo sucesso que comenta no teu blogue deve ter sido além de todas as expectativas. A ti desejo felicidade e que volte para o Brasil. Parabéns quem tem amigos como você nunca está só.

Renata Vasconcellos

Paula Raposo disse...

Maravilha, João!! Adorei a tua reportagem e os afectos que com ela transportas! Todo o sucesso do mundo! Muitos beijos.

Martinho da Silva disse...

Quando um artista tem esta craveira,está tudo dito!Reconhecimento dos amigos das artes não lhe faltam Por cá nada se soube,mas não é de estranhar.A nossa imprensa tem os seus filhos predilectos.Parabéns João.Que a exposição venha para Portugal.Abraço

Dora Regina disse...

Adorei o post-reportagem, nós brasileiros temos um carinho especial com nossos irmãos portugueses, eu principalmente, tenho ascendentes portugueses, sou neta, meu sobrenome é uma herança que eu adoro.
Parabéns por compartilhar seus momentos.
Abraços.

Andreia disse...

Olá João! Além de poeta és também reporter! Adorei vaijar com você por esta linda exposição e conhecer teus nobres amigos. Parabéns querido!
Doces beijos para ti...

Joana disse...

Parabéns João!
Obrigada por me ter deixado partilhar, quer a sua exposição quer os lugares e amigos de Brasilia.

Joana Rico

Orlando Silva disse...

Ter amigos e saber reconhecer a sua amizade,não está ao alcance de todos.Parabéns João.

Anisio Fagundes disse...

Bom é ter amigos,né?

Desnuda disse...

Que maravilha, João! Que alegria! E queremos todos que volte! Obrigada pela partilha de acontecimentos tão felizes!

Carinhoso beijo

J. Ferreira disse...

Caro João,
Como previa, o sucesso... sucedeu! Parabéns a ti e à Renata.
É bom saber, que entre o Brasil e Portugal, a língua e cultura ainda se partilham e comungam (para além dos acordos ortográfico, Palops e outros politicamente correctos, com o Atlântico de permeio!)
Sabe bem saber que ainda há cultura que vive sem ser patrocinada por cores partidárias ou telejornais...
Finalmente, dir-te-ei que te invejo despudoradamente por três razões: pela quantidade de amigos que tens no Brasil, por não ser capaz de escrever como tu e, por último - simplesmente por sou bom garfo - não ter podido participar em alguns dos teus "eventos" gastronómicos...
1 abraço

Denilson Pitta disse...

Este João que conquista o Brasil pelo nível do seu trabalho e pela simpatia e humildade merece o abraço de todos nós.Grande abraço.

Blog da Mulher Necessária disse...

Estimadíssimo amigo JOÂO,
parabéns e grande alegria por seu sucesso com a exposição. A artista da fotografia soube fazer a leitura das tuas palavras e desdobrá-las em imagens lindíssimas. Expressivas são as boas oportunidades que talentos como o teu e o dela podem nos oferecer quando se juntam em prol da emoção e da reflexão. Pena eu não ter podido estar lá, mas tenho certeza de que verei esta exposição em outra chance que a vida me dará. Por enquanto, contento-me em saborear sua repercussão aqui , no teu blog e reiterar que te quero um bem imenso e te admiro deveras!
beijo
da amiga carioca Cida Torneros

Joice Worm disse...

De pensar que morei em Brasília 2 anos de minha vida... Trabalhando como orçamentista em uma empresa de Construção Civil. Muitos amigos, muita música para ouvir... Que saudades me deu sua visita lá, Videira. O Brasil é lindo!