segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Brasilia



na cidade dos ângulos
onde os rectos determinam,
a cidade sem raça
tem a raça dos que habitam.

Brasilia...

aqui no planalto
onde a voz tem eco,
jota ká do seu alto
é grito no horizonte
no país que se quer
universo duma só voz.

===============================

os meus amigos de Brasilia sempre "cobraram" o facto de nunca ter escrito um poema dedicado à sua cidade.

diziam parecer impossivel que um apaixonado pela cidade nunca nela se ter inspirado...

como a poesia "acontece" por inspiração e não por "obrigação ou dever", no final da tarde do passado dia 29 de Agosto, estando em Brasilia e na Thesaurus Editora, escrevi o que antecede estas palavras.

espero que gostem embora a cidade e os meus amigos merecessem muito mais.

===============================

foto do mausoléu de JK, em Brasilia, com ele "lá no seu alto".

24 comentários:

Martinho da Silva disse...

Poesia com objectivo e alcance.Concerteza que os amigos de Brasilia vão gostar.Abraço

xistosa - (josé torres) disse...

Sou irreverente por natureza.
Posso deixar uma dica?
Como quem cala consente, aqui fica.
Por que não fica a música logo na entrada do blog?
É que quem não gosta, tem que procurar o "interruptor".

Peço desculpa por me intrometer e não me calar.
Mas penso que as visitas t~em direito a pronunciar-se.
Sei que quem não gosta, não come.
Mas há sempre um modo de servir as iguarias.
Desculpe qualquer coisita.

Brasília, a cidade que dizem ter o formato de um avião virado para Portugal.
Nunca o pude confirmar, porque os brasileiros que conheço também não sabem.
Ainda me recordo das polémicas que gerou a construção da cidade, com os terrenos comprados ao preço do "nada" e vendidos a preço de rubis.
É mesmo um conjunto de ângulos.
Pena que não haja carreiras de barcos.
Uma boa semana.

HSLO disse...

Belo trabalhoo amigo...abraços


Hugo

Sandra Botelho disse...

Um texto refinado...
Obrigado pelo comentário em meu blog.
Bjos

Graça Pereira disse...

Obrigada pela sua visita á minha "palhota" e pelo comentário deixado no meu blogue. Bem haja.
Gostei da sua homenagem em poema, por certo á cidade que o acolhe. É um gesto bonito.
E vou segui-lo, se me permite!
Um beijo.
Graça

Fernanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda disse...

Caro amigo João,
Se me permite tratá-lo assim...penso qe somos todos amigos na blogoesfera.

Venho agradecer a sua visita e conhecer a sua casa. Como gostei já me fiz seguidora.

Tenho um grande fascínio por poetas e poesia. Infelizmente eu sou limitadíssima, só prosa.

Voltarei,
Abraço

Elaine Barnes disse...

Vim agradecer a visita e o comentário. Poderíamos dizer que Brasília é tb uma salada de frutas não é?!rs...Td bem que as azedas também fazem parte, assim como em qualquer lugar,mas,a beleza é sem dúvida particular, diferente;só vi pela tv e por fotos,mas, me agrada a salada. É uma honra receber sua visita.bjs

♥ ♥ Eu disse...

O q importa é q tenha vindo do coração.

bjos com carinho!

Sonia Schmorantz disse...

Ficou muito bonito, pode estar certo!
Um abraço

Maria disse...

Brasília inspira. Seja por sua história, seu desenho, seu poder. Aconteceu do poema ficar muito bonito!

Angela Ladeiro disse...

E esperaram, mas valeu! O poema é muito bonito. O Xistosa não gosta de aviões, tem medo! Mas perde, Brasília é muito bonita. Eu "amei"...

Andreia disse...

Olá querido!
Vim retribuir-te e agradecer a tua visita e palavras, adorei!
Lindo teu poema parabéns, gorto muito dos teus textos e de teu espaço.
Doces beijos para ti e espero-te mais vezes...

Rafael disse...

Gostei desse poema... Bem interessante o seu blog.
Você diz que tem livros editoados aqui, no Brasil, quais os nomes? Gostaria de procurá-los aqui.
Abraço

Emanuel Azevedo disse...

De muito bom gosto. Os meus parabéns! Um forte abraço do meio do Atlântico.

claudete disse...

Brasilia tem seus encantos e...desencantos...mas seus versos agradarão com certeza. Abraços, Claudete

Graça Pires disse...

Brasília inspirou-o, amigo.
Um beijo.

Paula Martins disse...

Gostei muito e tenho a certeza que os teus amigos de Brasilia estão muito felizes e orgulhosos de ti.

Beijinhos e bom fim de semana

Rosinha Barroso disse...

Querido amigo, aqui estou mais uma vez fazendo uma visita. Cada vez que aqui venho fico encantada com a beleza das tuas palavras e dos teus sentimentos extressados por elas. Não te esqueço. Beijos, Rosinha Barroso

Sueli disse...

Gosto muito de Brasília e adorei sua poesia. Pensando bem, não é mesmo fácil poemar sobre Brasília. E você conseguiu, com louvor! Abração!

Lúcia disse...

Bonito de poema sobre uma cidade com uma história única. Há tanto para saber ainda sobre Brasília. Ou para divulgar.
Beijinho

SAM disse...

Um belo poema homenagem, João! Eu gostei muito e com certeza seus amigos ficarão honrados.


Ótimo fim de semana! Beijos

Ari Mota disse...

Caro Poeta

Os seus escritos são maravilhosos

Júlia Coutinho disse...

Querido amigo,

Lindo a sua honenagem a Brasilia!
Já tinha saudades suas, por isso vim visitá-lo.

um abraço