quarta-feira, 21 de abril de 2010

25 de Abril de 1974, o dia libertador

A minha homenagem aos militares do 25 de Abril e a todos os que durante 48 anos não calaram a sua voz, que sofreram a prisão e o degredo, para todos os que lutaram pela democracia e ainda para todos que deram a vida pelos seus ideais e não viveram a aurora do dia libertador.

Foi há 36 anos que o Movimento das Forças Armadas devolveu aos Portugueses a liberdade e a democracia, depois de 48 anos de ditadura fascista de Salazar e Caetano.
(eu sei que a muitos "puritanos" da direita o termo fascista não tem cabimento,mas...recordo-lhes as saudações hitlerianas que os ditos governantes faziam e há ampla documentação fotográfica)


Nas ruas foi sempre visivel a unidade entre os militares e o povo

Os cravos floriram nas espingardas e nos canhões dos blindados.
...E assim a revolução ficou conhecida pela Revolução dos Cravos

A imprensa publicou durante o dia diversas edições dando a conhecer o que se passava

25 comentários:

Canduxa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Paula Sena disse...

Belíssima homenagem!

É sempre uma alegria recordar e continuar o legado da liberdade...

Um abraço :)

Luis Castro disse...

Preservar a memória e torná-la viva para sermos dignos herdeiros de quem lutou e sofreu pela liberdade e pela democracia.Parabéns pelo post,viva o 25 de Abril!Abraço

Graça Pires disse...

Junto a minha homenagem à sua, com todo o meu afecto.

Paulinho-cor-de-rosa disse...

eu quero que a direita se f.....,viva a liberdade.

Vivian disse...

...bom dia João!

nada como ter bons acontecimentos
para relembrar.

adoro quando me visita!

muahhhhhhhh

Rosa dos Ventos disse...

Meu caro João
Creio que já nos cruzámos e visitámos há muito tempo...
Agradeço a simpática visita.
Os militares de Abril ficarão sempre na nossa memória como uns idealistas, uns puros, na sua maioria, que nos devolveram a liberdade.
O pior foi o que veio a seguir...
A nossa democracia, tão jovem ainda, está muito doente! :-(

Abraço

Valéria Gomes disse...

Parabéns a esses bravos soldados e intermediários da liberdade!
Parabéns a Portugal!

Um abraço de liberdade para ti!!!

Agulheta disse...

João.Nunca será demais lembrar a data,e homenagem aos homems que tiraram Portugal do sofoco da repressão.Abril sempre no meu coração,muitos tentam ou querem apagar,mas enquanto houver homems e mulheres livres de pensamento jamais se apagará.
Beijinho e bfs e feriado com cravos vermelhos.
Lisa

Humana disse...

Uma bonita homenagem, a um dia que marcou Portugal!
Beijinhos João.

J. Araújo disse...

Senhor João, quero agradecer imensamente seu comentário em meu blog "Serra de Minas", é sempre um prazer em recebê-lo.

Que bom que o senhor deu uma risada satisfatória, fico feliz com isso - diz que rir faz bem a saúde. Então, se é assim por que não propiciarmos alguns momentos de riso a alguém?!

Com referencia ao texto aí acima muitas pessoas não dá o valor que nossos heróis do passado fizeram - muitos, sacrificando a própria vida para estarmos vivendo a democracia nos dias atuais.

Vale lembrar, que em todos os continentes teve alguém que, em algum momento da história derramou seu sangue em nome do seu povo.

Aproveito, já que o senhor me achou,(rsrs),convida-lo a conhecer meu outro blog principal dedicado a assuntos gerais; o endereço é:

http://kidureza.blogspot.com

Aguardo o senhor lá também. Ah, vou seguir seu blog.

Abraço, e considero- o como um novo amigo; mesmo que virtual.

maria teresa disse...

Bela e singela homenagem ao dia de todos nós...
O primeiro dia de Maio de 74 foi um dia que também jamais esquecerei...

Lídia Borges disse...

Trinta e seis anos! Tanto tempo e ainda falta tanto...

Obrigada pelas imagens e pelas palavras. Que, pelo menos, a memória não nos atraiçoe.

Cumprimentos

L.B.

Pérola disse...

Bela homenagem meu querido.
Eles merecem, apesar de desconhecer alguns fatos.
Muito obrigado pela sua visita.
Um beijo grannnnnnnnde.

Canduxa disse...

Linda homenagem aos militares de Abril....bem merecem o nosso eterno reconhecimento.

Abril de mãos dadas com a liberdade e cravos vermelhos.

um abraço

Martinho da Silva disse...

Bom apontamento,João.É preciso lembrar o que muitos tentam fazer esquecer.Aqui deixo o meu VIVA O 25DE ABRIL!Abraço

Secreta disse...

Um marco imensamente importante na nossa historia.
Beijito.

Rosa dos Ventos disse...

Há que continuar a persistir e acreditar que a nossa jovem democracia não está irremediavelmente doente!

Abraço

Lilá(s) disse...

É sempre bom relembrar os jovens já não sabem o que se comemora nesta data, tão importante na nossa história.

carol disse...

Sob pena de repetir o que outros comentadores já atrás afirmaram, tenho de expressar aqui a minha admiração pela sua homenagem e por (re)lembrar o corte que se deu com o passado nesse belo dia 25 de Abril de 74. Tudo o que veio depois, por muito mau que possa ter sido, nunca foi tão mau como o que se viveu no antes. É preciso não esquecer que uma revolução traz convulsões e foi o que aconteceu e ainda continua a acontecer. É preciso não esquecer que temos 50 anos de atraso em relação à restante Europa e que somos apenas um pequeno país Há que não desanimar e olhar em frente.
Viva o 25 de Abril, sempre!

Tais Luso disse...

Linda homenagem, nada vale sem liberdade.

Grande abraço aqui do Brasil aos irmãos portugueses.
Tais Luso

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através Um Lugar ao Sol Perto do Vento, da Ju Fuzetto. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é um abuso da minha parte te mandar essa propaganda control c control v, mas quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Tite disse...

Pela renovação de Abril
em cada Primavera porvir.

Ailime disse...

Amigo,
Foi lindo! Tenho um orgulho muito especial, porque estive no Largo Carmo em 25 de Abril de 1974.
Foi muito emocionante tudo o que se passou e nos dias que se seguiram.
Viva a Liberdade, Viva o 25 de Abril.
Um abraço.
Ailime

Maria Cristina Nunes Adão disse...

João, que coisa linda essa parte da história de Portugal, e porque não dizer nossa também. Afinal somos da mesma terra e do mesmo mar... e deixo aqui um trecho da musica Tanto Mar do Chico Buarque:

"Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
E inda guardo, renitente
Um velho cravo para mim"

beijos com saudades,meu amigo poeta!