domingo, 4 de abril de 2010

...e a mentira camuflada engole a traição.


…e a mentira camuflada engole a traição
na tristeza muda da verdade…

nas palavras necessárias de quem ilude,
nenhuma mentira é igual
às cinzas da verdade…

nenhum reverso faz o verso
da transparência…

…e assim, a mentira, degola-se na verdade
como arte fantasiada…


=================
para quem de anil veste a face que tinge a mentira...
=================

21 comentários:

Maria Candida disse...

Um poema excelente,como tantos outros que aqui leio.Diria que é um recado,um aviso de alguém que parece escrever sobre a verdade dos sentimentos que lhe corróem a alma e férem a carne. Muito bom.Meus parabéns!Maria Candida

HELENA AFONSO disse...

OLÁ JOÃO,
É assim a verdade nem sempre vem ao de cima......mas a mentira tem perna curta.....Gostei muito do poema,
HELENA

continuando assim... disse...

estamos perto do final... se final houver.
o capítulo 18, é o último capítulo do livro
quem já leu o "Continuando assim...", sabe como termina o livro.
A todos vocês que têm andado por aqui pacientemente , lanço o desafio prometido .
Antes de publicar o último capítulo , gostava que me dissessem como gostariam de terminar esta história de Alice e André.
Podem publicar os "vossos finais" nos comentários ou mandar directamente para o mail
queirozteresam@gmail.com
Irei postar aqui todos os finais possíveis , todos os "vossos finais" :)
Estou quase certa que algum de vós encontra o final perfeito.
está lançado o desafio, para já espero as vossas respostas
um grande beijo a todos !!

Teresa

Dora Regina disse...

João, a verdade sempre vai prevalecer, a mentira é um subterfugio de momento.
A verdade é para sempre.
Um grande abraço!

Sonhadora disse...

Meu amigo
Belo poema para reflexão, muito verdade.

Beijinhos
Sonhadora

Tatiana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiana disse...

Ter encontrado o seu blog foi um motivo de muita satisfação para o meu coração.
A riqueza do espaço é algo impressionante!
Acompanharei as postagens.
Deixo para ti um abraço carinhoso

Paula Raposo disse...

Subscrevo!
Beijos.

Alda disse...

Excelente poema ...

Bjs

La Lola disse...

Me ha gustado, tanto por lo escrito como por lo que transmites.
No me gusta la mentira.
Un abrazo

Angela Ladeiro disse...

Poucas palavras a dizer muito. A Páscoa correu bem? Para mim foi muito fresquinha, mas feliz. Um beijo

Aline Calamara disse...

Olá João. Aqui é Aline do blog Prosa de Janela do Brasil(http://prosadejanela.blogspot.com. Tudo bem? Gostei muito do seu blog. Você escreve muito bem. Mais um blog que eu terei o prazer de visitar sempre que puder.
Um grande abraço,
Aline Calamara.

Teresa disse...

Há quem diga que não há mentiras, mas verdades alternativas.
Obrigada pela visita. Volte sempre.

M@ria disse...

Linda a sua postagem.......Agradeço o carinho da sua visita.

Beijos perfumados na alma!!

Lyra disse...

Olhem este sitio absolutamente delicioso para se desenhar, "desabafar" e descontrair :o)

Percebi que não é preciso sabermos desenhar bem para ilustrarmos ou "escrevermos" o que nos vai na alma através do desenho...E às vezes é bem mais fácil desenharmos o que nos vai na alma em..."silêncio"

E podem sempre adicionar o desenho ao vosso blog ou enviá-lo por e-mail a alguém.

www.sketchtag.com - visitem - vale mesmo a pena! Divirtam-se!


Até breve.

;O)

Martinho da Silva disse...

Quando o talento abrange uma diversidade de questões,acontecem poemas como este.Parabéns.Abraço

Graça Pires disse...

"nenhuma mentira é igual
às cinzas da verdade…"
Concordo, amigo. A mentira imprime carácter a quem a diz. Gostei do deu poema. Um beijo.

Graça Pires disse...

Quis dizer seu poema. Desculpe.

Graça Pereira disse...

Eu penso que a mentira é um momento...e a verdade, uma vida.
Gostei deste poema, pela sua força, pela sua verdade.
Beijo
Graça

Humana disse...

Olá João,
gostei muito do poema. De mentiras eu não gosto sejam de que espécie forem. Há quem lhes chame não verdades, inverdades...mentiras!
Prefiro a verdade nua e crua.
Um beijinho com a admiração de sempre.

Lu Rosário disse...

A mentira é uma faca afiada e sem brilho.

Beijos.