domingo, 9 de janeiro de 2011

meu amor



meu amor
de todos os seus diferente
pousa nos teus
sublime,
candido,
ardente...

meu amor
sem penas,
sem miseros pungires
é o que é...

...e assim, por ti,
sincero,
sem mágoas,
é meu amor
tão só
e apenas...


======

para minha mãe

======

6 comentários:

Paula Raposo disse...

É quanto basta. Tanta ternura. Muitos beijos.

Rosette disse...

Tão simples e tão bonitas as palavras do amor para com sua mãe.Parabéns.Bj

teca disse...

Lindo!
O poema, a rosa e a dedicação!

Boa semana.
Beijos.

Natalia Nuno disse...

Poema terno, doce, como umcoração de mãe.
Brando como um dia de Outono, ou como um raio de sol.

Um abraço João

Bom ano, que seja generoso para contigo.

© Piedade Araújo Sol disse...

J.

gostei do poema e ao ver a quem era dirigido. passei a gostar ainda mais.

a foto muito bonita que ficou aqui tão bem combinada.

um beij

Graça Pires disse...

Belo poema de amor. Uma dedicatória para a mãe é sempre bela.
Um beijo, amigo.