sexta-feira, 23 de maio de 2008

na cama de mim...



na cama de mim
enfeitam-se sonhos,
melancolias,
tristezas e fins...

enfeitam-se mãos deslaçadas,
paixões ateadas,
vidas destruídas,
palavras semeadas...

na cama de mim
sou mar, um imenso,
cicatriz duma pátria,
rumo sem fim...



*foto de autor desconhecido retirada da net

40 comentários:

Olhos de Mel disse...

Oie meu novo amigo! Obrigada pela visita, volte, sim? Adorei seu blog e com certeza, vou voltar.
Amei a poesia! Linda! Acho que a cama é um templo. Onde sorrimos a alegria, choramos a tristeza. Escrevemos poesias e onde o amor se faz beleza...
Bom fim de semana! Beijos

ana lara disse...

Lindo,lindo,LINDO! Bjinhos

MirMorena disse...

Agradeço a visita e as palavras ao meu blog
Gosto muito de Antônio gedeão

Seu blog é de um bom gosto impar e tbem andei olhando sua arte no Artmajeur....Parabéns, são lindas suas cores e seu traço....me chamou muito a atenção sua obra de nome AZUL RASGADO....as nuances de azul me prenderam um bom tempo...

Feliz final de semana

Suave Toque disse...

Obrigada pela visita ao meu cantinho.

"Irradie sempre sua luz em todas as direções, ela encontrará muitos corações necessitados onde germinarão sementes de AMOR e PAZ."

Passo aqui para desejar um ótimo final de semana.

Beijos

Suave Toque

JOSÉ NEVES disse...

Lindíssimo poema, agradeço as gentis palavras no meu blog de fotografia.

Um abraço.

Som do Silêncio disse...

Olá!
Obrigada pelas simpáticas palavras que deixaste no meu espaço!

Quanto ao que acabei de ler aqui...agradou-me...e muito!

Beijo

Renata Cordeiro disse...

Adorei esse poema e o seu blog. Já que gosta de arte, convido-o a visitar o meu:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Conto com a sua visita,
Renata Cordeiro, a do livro que a Martha escaneou e pôs no seu blog.

Sol da meia noite disse...

Enfeitar sonhos...
Enfeitar mãos deslaçadas...

Lindo por demais...


Abraço

Nadja Reis disse...

Que bom que gostou do La vie en rose!Fico feliz!Volte sempre que desejar!E esse seu último poema é muito lindo! bjoss

Ana Luar disse...

Lençóis desalinhados na cama de ti... Belooooo!

SILÊNCIO CULPADO disse...

João Videira dos Santos
Lindo poema e obrigada pela visita ao Silêncio Culpado.

Abraço

lua prateada disse...

Prazer, adorei passar neste cantinho amigo.Que sentir tão lindo o teu...

Sobrevoei nas asas do vento
Parei em teu cantinho
Deixando aqui cair
Todo o meu carinho.

Deixando também a paz
Que de mim emana
E te desejando
Um lindo fim de semana.

Beijinho prateado

SOL

Gerlane disse...

Descreveste com maestria o que se pode vivenciar na cama de cada um de nós mesmos.

Ótimo o teu blog!

Beijos pra ti!

mundo azul disse...

"cama de mim" é um belo poema! Como são todos os seu poemas, poeta... Profundos,sentidos e perfeitos!
Beijos...

Lisa's mau feitio disse...

João,

brindou-me um cama de si que tantas vezers todos temos como cama de nós...

Bom fim-de-semana!
Fique bem!

Lisa

Maria disse...

na cama de ti
um mar
imenso....

é muito bonito...

xistosa disse...

Quando há paixões ateadas, temos que saber dominar o fogo, qual alquimista.
Podemos ver vidas destruídas e as faúlhas-palavras espalhadas, quiçá semeadas.
Belo e imenso, como só o pode ser o mar.
Bom fim de semana.

Anna disse...

Belo poema!

Adrielly Soares disse...

Seu poema me traduziu.
POrque cama, durante o dia, me lembra foça, tristeza e melancolia.
Lindo poema.
;*

Maria Anjos Varanda disse...

Muito bonito este poema....adorei

Lindo mesmo...

Bom fim de semana

Renata Cordeiro disse...

Vc não vai acreditar, mas já li todos os autores de quem vc gosta. Adoro literatura portuguesa e também gosto do Neruda.
Postei sobre outro filme importante que com certeza vc já viu.
Dá uma passada lá:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
Renata M. P. Cordeiro

lilian reinhardt disse...

Poeta, boa noite!
Prazer em conhecer o seu belo espaço. Seu poema, um território,
um amálgama de fronteiras, de extensões do humano espaço do ser tempo/sentir. Muito belo! Um grande abraço, lilian

Alice disse...

... e na cama de mim, sou angustias sem fim...

adorei !!!
bjus pra vc
Alice

Juani lopes disse...

Nunca unas palabras, tuvieron tanto significado para mi
saluditos

kakauzinha disse...

Nas suas palavras há um mar imenso de paixões e vivências, de sentir a Vida. Embora o tom seja de nostalgia há uma evidência de quem viveu com energia.

Gostei muito do seu poema e agradecida estou pela sua visita.

Um beijinho azul e fique bem(*)

Gata Verde disse...

Belo poema...

beijinhos

Crisfonseca disse...

Lindo poema , simplesmente lindo
Beijos,
Cris

montse disse...

Gracias por tu visita a mi blog!!
Vuelve siempre que quieras, siempre me hace mucha ilusión!!
Un abrazo desde Barcelona.

Cátia Andrade disse...

Um poema com amplitude em tão poucas palavras. Muitos parabéns! Gostei do blog. Muito bom. Beijo

Angela Ladeiro disse...

Um poema muito sentido. Obrigada pelas visitas ao meu espaço. É um prazer vir por aqui.

Martha Barbosa disse...

Belo poema, na verdade fiquei parada na frente dele, e senti profundamente suas palavras.
Fiz postagem nova apareça por lá, seu comentário é importante para mim. Um abraço
marthacorreaonline.blogspot.com

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido João, belíssimo poema, adorei!!!!!!!!!
Beijinhosde carinho,
Fernandinha

Deusa Odoya disse...

oi meu novo amigo.
adorei esse poema e as fotos.
belo cantinho, est�s de parab�ns.
Fique na paz de deus.
beijinhos da nova amiga.
Regina Coeli
Te aguardo no meu cantinho tamb�m.

Leticia Gabian disse...

É o lugar pra onde levamos os sonhos, as fantasias, as reflexões, prazeres e dores.
É mesmo como dizes: um mar imenso.

Vim retribuir a visita.
Deixo um abraço

Caçadora de Emoções disse...

Gostei muito do poema, tem uma melodia particular.
Obrigada pela visita ao meu espaço.
É certo que vou regressar ao seu.

Donagata disse...

Obrigada pela sua visita. E, da mesma forma que a história é feita de pequenas memórias, também as nossas vidas são adocicadas por palavras belas como as que li aqui enquanto os nossos olhos se inundam com a magia da cor.
Gostei e voltarei.

Paula disse...

Magnífico poema!

mariam disse...

perfeito... perfeito.... esse Seu "mar imenso"...
que a vida e/ou Deus o mantenha sempre suave e calmo...

um sorriso :)

FENIX disse...

Meu querido amigo,

a harmonia da imagem com a beleza poética provoca o contato com o mais profundo de mim.

É muito bom ler você.

SADY FOLCH disse...

Caro João Videira, obrigado pela visita ao Scriptor in Desassossego.
Cá encontro poema e obras de qualidade.
Parabéns!
Este poema em especial, traçam linhas de sentimentos que só mesmo os lençóis as presenciaram.
Belíssimo. Obrigado.
Sady Folch