quinta-feira, 8 de maio de 2008

abismos da noite



sobre o abismo da noite, onde o pleno esvazia a míngua, meu universo vacila, entre a fantasia dos relâmpagos alvorados e a adoração das trevas...

se o dia acordar e o meu olhar cavalgar na fúria do galope, é quase certo que preferiria que os monstros escuros continuassem a ser habitantes do universo em que a fantasia não vacila ante o temor do fantasma da noite.

se assim não for, continuarei na procura dos tesouros marinhos, onde o sono se fantasia e os olhos a pleno, são engolidos por pássaros carcomidos que, mergulhando nos meus mares, derrotam a aventura sem receios.

32 comentários:

Sónia Arruda disse...

Uma prosa com um imenso universo de fantasias poéticas. Achei lindo. Bj

Angela Ladeiro disse...

A escrita não é a minha arte e não poderei opinar sobre o seu trabalho. Gostei de o visitar porque me soa bem o que está por dentro do que escreve. Obrigada pelas suas palavras no meu espaço. è o que sei fazer...Há mais de 40 anos. Dou dicas dos meus interesses a quem ficar interessado. Um abraço

Betty Branco Martins disse...

olá__________________João




_________cavalgar




rumos às aventuras



.sem medos





enfrentando os mares___________monstros marinhos



guardando tesouros________...




um pedaço dum tesouro______esta tua escrita:))








beijO______C______carinhO

xistosa disse...

A noite tem sempre o mistério ... de ser o início do dia ... não se vêem quimeras, nem querubins.
Vale a pena insistir ... entretanto começa a luz ...

Obrigado pela visita.
Vou tentar voltar se encontrar o caminho ... a idade não perdoa, mas pelo que vi, posso voltar.

Nena Dolores disse...

Olá

Curiosa, assim que vi seu comentário, vim conhecer seu blog.
Dei uma olhada pelas postagens mais recentes e gosei do que vi - talento em várias linguagens, parabéns pelo espaço.

Agradeço sua visita, voltarei mais vezes.

Abraço!

mariam disse...

gosto do branco... da luz... do azul do mar e do céu... do verde ... do anil...
e, não é que também gostei (muito) deste cinza, negro...

grande sorriso :)

marta disse...

Gostei muito, mas sou capaz de ir de férias para a semana.
Quando voltar, cá virei

isabel disse...

é no abismo da noite que se encontram artistas.

boa madrugada!

obrigada pela visita.

José Teles disse...

O blogue está fantásrico! Textos,poemas,fotos,musicas,tudo,muito bom. Parabéns, um abraço.

Paula disse...

O mar e sempre um lugar para grandes aventuras!

Bonito blog

Carla disse...

há abismos que têm uma certa magia
bom fim de semana

bela adormecida disse...

De Campo Grande /BR até aqui leio prosas e poemas com sensibilidade. Voltarei. Bjinhos

Natasha disse...

....un gran honor me haces Joao, muchas gracias por interesarte por esos temas, que deseo compartir, para mejor entender nuestro universo y por ende a nosotras mesmas

Te mando un saludo afectuoso

Naty

Noslen ed azuos disse...

“maduro”, um instante brotando dentro da mata úmida e rica em vida e morte: essenciais à sua poesia.

Abrasão e valeu pela
visita ao Apoena.

NS

Crisfonseca disse...

Belas palavras, belo blog. Obrigada pele visita, volte sempre.
Beijos,
Cris

Sandra Fonseca disse...

TOda a forç da sua alma poética nesta prosa.
Obrigada por estar aqui, João Videira.
Um abraço,
Sandra (Isabor Navarro...)

alfabeta disse...

Bom domingo e boa semana.

viriato disse...

Grande João,
Quem é vivo sempre se encontra. E nós nunca nos perdemos!
Gosto do teu sítio, e já fiz assinatura para por aqui passar muitas vezes mais.
O abraço de sempre

Sol da meia noite disse...

Gosto da noite.
Revela com nitidez o que a luz do dia ofusca, confundindo...

Abraço

Maria Anjos Varanda disse...

Obrigada pela visita ao blog de apoio à Rita.

E parabéns pelo seu blog.... é fantástico...adorei vários posts.

Vou voltar......

Menina do Rio disse...

A vantagem da noite é que é um abismo sempre transposto pelo alvorecer e os monstros escuros escondem-se...

Obrigada pela visita

Um beijo

mi disse...

obrigada pelavisita ao blog da rita..

adorei visitar o seu, vou voltar mais vezes

Luis F disse...

Amigo,

Agradeço as tuas palavras e a visita ao Mar de Sonhos.

Vim retribuir com amizade e mergulhar no teu mundo, onde as palavras dançam em belos momentos...

Parabéns pelo blogue e pelo momento em que nos leva a ir mais além...

Um abraço com amizade
Luis

Seria um orgulho para mim, poder contar com a tua presença dia 17 no Barreiro.

jasmimdomeuquintal disse...

também gosto do mar...

DelfimPeixoto disse...

Um abraço , é smpre bom cair neste abismo que não é labirinto mas que tem um chão que não nos deixa magoar

pin gente disse...

sonhei que estava vento... muito vento e me acordou um cavalo alado a oferecer-me o seu galope. subi na sua garupa cor da noite. só depois pensei que os cavalos alados costumam ser brancos. mas este levou-me em aventuras nas estrelas, em falésias, mergulhou nas águas prateadas do mar. e assim, na nossa fantasia, nasceu um novo dia.

Rita Sousa Fernandes disse...

Um poema com força e extremamente original. O meu apreço e a promessa de que vou voltar.

antónio paiva disse...

...

Caro João,

belo exercício de escrita, outra coisa eu não esperava.

gostei de o "encontrar" lá pelos meus lados.

Abraço.

...

Angela Ladeiro disse...

Caro João Vieira, vinha para ler mais sobre as suas ideias, mas tem andado com falta de tempo, não é? Voltarei porque gosto do que escreve.

Auréola Branca disse...

Meu universo também oscila entre os rompantes da juventude, e a maturidade das experiências já e tão somente vividas.
Mas, entre fechar os olhos e sonhar, é preferível amanhecer vendo o sol nascer.
Abraços...

elvira carvalho disse...

A noite, sempre foi cumplice dos enamorados, mas também acoberta os assaltantes. Quero eu dizer que a noite é de extremos.
Um abraço

FENIX disse...

E continuo, apesar dos anos passados, a equilibrar-me na tênue fronteira da loucura. Loucura transformada em lucidez nas trevas da noite.