quinta-feira, 19 de junho de 2008

(trans) lucido



recorto a ideia na pétala do olhar,
conto as horas no pregão surdo da revolta...

lá longe, onde o aroma incendeia o olfacto
os perfumes são o odor do corpo,
o sal da mágoa que respiro...

não sei que fronteiras limitam o sorriso,
nem que abismos calam a voz da ausência...

sei que na grade da tua janela
há olhos pendurados,
uma espera molhada,
dias por uma noite ansiada.

62 comentários:

Só Eu disse...

João
A poesia mora aqui no teu espaço. Muito bonito.
(obrigado pela tua visita - eu vou voltar a visitar-te)
Abraços

lobo! disse...

João,
Gostei muito deste seu "cantinho" e da sua poesia. Prometo sair do meu "canto" (mais recente...:-)) e vir aqui mais vezes. (E obrigado pela visista e pelo comentário).

carla mar disse...

Beijinho meu em ti, POETA :)

Caçadora de Emoções disse...

Agrada-me a forma de se expressar através da poesia e da pintura.
Obrigada pelas simpáticas visitas que tem feito ao meu "cantinho". É bom revê-lo por lá...
Vou deixar sempre um pouco de mim por aqui...
Um abraço,

Dois Rios disse...

João,
Te encontrei navegando lá pelos meus rios e quero, não só agradecer a tua visita, como tb te dizer que as tuas poesias são maravilhosas.
Quem ainda não viveu a dor de uma espera, me diz? Só não imaginei que para além da ausência pudessemos vislumbrar algo que não fosse a dor. Só os poetas são capazes de ver beleza na escuridão.
Beijos,

Maria disse...

Muito bonito, João.
A poesia mora aqui, e com qualidade...

Dalaila disse...

translucidas as palavreas que partilhas sem fronteiras nem grades, tornam.se uma janela

maria josé quintela disse...

contar as horas agudiza a ausência...


mas uma ideia recortada na pétala do olhar anula qualquer distância!


obrigada joão.

José Felisberto disse...

Muito bom. Você é um poeta de gabarito. Abraço

um Ar de disse...

Vim agradecer uma visita e encontrei boas surpresas.
.
Que bom e reconfortante.
.
[Um beijo... e um obrigada]

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Hj não estou podendo fazer muitos comentários porque descobriram o meu mal,algo inesperado, meio sério e vou ser operada. Mas deixei um presente para vcs, uma resenha.
Apareçam por lá:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um abraço,
Renata
PS: Estou mandando a mesma mensagem a todos por motivos óbvios.

Menina do Rio disse...

Há sempre olhos na janela, como há o sal da mágoa que calam abismos...

Um beijo

Catalina Zentner disse...

Translucido, encantador, poeta.
Catalina

mdsol disse...

obrigada pela visita. Foi bom voltar aqui!
:)

crissy disse...

Boa noite - obraigado pelo comentário e pela visita - também eu quando tiver tempo passarei a visitar este canto de mais um caranguejo! Sim - as limpezas foranm partilhadas - para limpar milimétricamente a cozinha (só a cozinha) demoramos três 3 - toda a loiça foi lavada opu limpa, etc - vidros, estores... tudo! Daquelas que se faz uma vez por ano - o problemas é ter tudo em dia domingo que tenho a minha festa de anos de manhã para a familia e à tarde para os amigos! Mas o maridão tem sido melhor que eu esperava - beijinho de boa noite!

Jacinta Dantas disse...

E visualizar a pétala no olhar me encanta. Estou aqui conhecendo seu espaço. Vou ficar mais um pouquinho e quero voltar. Obrigada pela presença no florescer.

Carminda disse...

Bonito poema, João.
Abraço

Leticia Gabian disse...

Caro João,
Admiro profundamente todo aquele que consegue se traduzir em palavras.
Adorei a tua (trans)lucidez.

Deixo-te um beijinho de admiradora

Anónimo disse...

Extasio perante tanto talento. És admirável João. As homenagens que aqui te fazem dizem bem o quanto é importante a tua expressão.Muitos parabéns. Beijinhos. Paula Stuart

Xinha disse...

subtilmente transmite a ansia e a vontade de dois amores...

Linda a forma como se expressa e as pinturas se encaixam na perfeição.

Xi-coração

Gabriella disse...

Que lindo!!!

João, muito obrigada pela visita no Perspectiva.
Parabéns pelo blog!

Visitarei mais vezes!

Abração.

Paradoxos disse...

trazes a inspiração entre a alma a a caneta!! poema fantasticamente poético!!

abraços

Clara Branco disse...

(...)
"sei que na grade da tua janela
há olhos pendurados,
uma espera molhada,
dias por uma noite ansiada."

Adorei!

Uma lufada de ar fresco, este blog, fiquei agradavelmente surpreendida, quer pela palavra escrita, quer pela pintura obrigado pela visita ao meu!

mariam disse...

fantástico! este hino à esperança...

bom fim-de-semana
um sorriso :)

Deusa Odoyá disse...

Oi meu estimado amigo Jõao.
Obrigado por sua visita o meu cantinho.
Espero que voltes sempre.
Olha que lindo poema, fazendo nos envolver em doces esperanças e deslumbras de almas.
Muito lindas as fotos.
Bem variado seu blog.
Fique na paz.
Mil estrelinhas para vc.
beijos da amiga.

VC. viu a homenagem que fiz aos poetas no meu blog.
Se considere um deles amigo.

xistosa - (josé torres) disse...

Tudo é uma realidade, os aromas de mil perfumes, sem fronteiras ... onde há uma esperança que nos espera.
Será numa noite destas?

Bom fim de semana.

A Paz que quero ter! disse...

Muito obrigada por sua presença em meu blog.
Adorei suas poesias!
Seja sempre bem vindo.
Aline

Mel de Carvalho disse...

Caríssimo João,
a sua poesia, a sua arte, o ser ser, é uno. Não conhecia este blog (tenho o grato prazer de o conhecer a si) e, de hora em diante, terá que passar a colocar mais um lugar nesta sala ... prometo voltar.

Fraterno abraço
Mel

Carla disse...

Palavras belas, envoltas num sentimento único. Gostei, especialmente, e passo a citar, da afirmação: não sei que fronteiras limitam o sorriso,
nem que abismos calam a voz da ausência...
Obrigada pela visita!
Boa semana

Sol da meia noite disse...

Julgo que há sempre um longe, no nosso sentir...

Belo!


Abraço

elsa nyny disse...

Olá!
Passei!
E...adorei!

bjts

Paula disse...

Poema muito bonito e inspirador!
:)
Bjs!

Nélia disse...

Bom dia!
Agradeço a sua visita e comentário e, claro, venho espreitar o seu cantinho...
Artes, lindas!Parabéns!
Vou voltar para ir apreciando...
Tenha uma boa semana e muita inspiração
Nélia

Parapeito disse...

Ah! Poeta...
Gostooooo de vir aqui :)

Uma semana cheia de brisa fresca **

Azoriana disse...

É a primeira visita... talvez de muitas que virão... aqui respira-se o ar forte e doce da poesia.

Agradeço a sua visita ao meu espaço das rimas e dos momentos bafejados pela ventania da palavra feita de intervalos escassos. Talvez as férias quebrem o impulso diário a que me rendo ao blog da minha alcunha Azoriana.

Volte se puder.

Emanuel Azevedo disse...

Caro amigo João, estive a ver o teu blog e digo-te com franqueza... Tu tens um excelente blog, com fotos e textos lindos. parabéns pelo teu trabalho desenvolvido aqui.
será que posso adicionar o teu link no meu blog? Fico a aguardar tua resposta.

tempoparaamar disse...

Adorei sua poesia, e o encanto deste seu blog.Pelo que deixou lá pelo meu, acho que é com saudade que lembra os Açores, ou por lá passou ou também é Açoriano, será que estou enganada?
Voltarei de certeza aqui pelo seu canto, e deixo um abraço Açoreano.Salomé

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela poesia...Espectacular...
Um abraço

lena disse...

a sua passagem pela cabana, indicou-me o caminho até aqui. encontro poesia à minha espera.

li alguns dos seus poemas que gostei muito. têm sensibilidade, têm o que gosto de sentir: energia, força…

foi com prazer que estive. as horas foram surdas enquanto lia e no silêncio que foi meu senti a voz do poema

obrigada por ter passado, assim vim deliciar-me

um abraço meu


lena

Crisfonseca disse...

Simplesmente uma sintese da beleza.
Beijos,
Cris

Diana disse...

Hola
Obrigado pelo comentario e pelo visita.
A serio, obrigado.

Karina Pacheco disse...

Oie

que lindo tudo isso!!!

Ana F. disse...

Um olá e um obrigada pelo comento no meu site!

Gostei do que li aqui!

Bjs

Patricia disse...

Un placer enorme pasar por tu hogar virtual, disfrutar de tus
fotografías y escritos...verdaderamente muy grato.

Dejo mis saludos.

Un abrazo enorme.

Vanessa disse...

Oie João..
obrigada pela visita!
que aconchego chegar aqui e me encontrar com suas belos trechos...
seus poemas.
parabéns
volte sempre.
O essencia estará de portas abertas!

LindaRê disse...

ah... a saudade
lindo

Catarina A disse...

E um poema simples mas muito bom.

beijos *

Diva disse...

bela Lucides. Cheia de corpo e alma.
Bjs meus

Jo disse...

Olá João,

grata pela visita.

Poesia, arte, prosa e opinião: ótimas propostas!

;^)

impulsos disse...

Não me canso de ler poemas assim
Simples
Intensos
Belos

A isto se chama, a alma da poesia!

Beijo

Naraiana Costa disse...

Seu poema e sua visita adoçaram minha tarde chata de uma segunda-feira. Obrigada por ter navegado lá pelas minhas águas, volte sempre que der. Assim o farei, mergulharei sempre nas tuas águas portuguesas.
Beijão!

Agulheta disse...

Olá João. Agradeço a visita,e belas as palavras,descritas neste espaço que fala poesia.
Beijinho Lisa

Carol disse...

Qual a melhor sensação?
Ter ao lado pou sentir saudade?

Adorei!
Um abraço!

f@ disse...

Não há fronteiras a limitar o sorriso depois de ler este poema...mto bonito... adorei....
Se me dá licença levo o seu link para as nuvens com beijos

Anja Rakas disse...

De entre tantos comentários vejo-me cá tropeçando em palavras suaves, doces...interessante...
Voltarei.
bjs

Olhos Virtuais disse...

gostei do seus posts... e do layout.

bel�ssimo blog
voltarei mais vezes.

abra�o

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Oi João
Fora a saudade dessa Terra, aqui do lado de cá está tudo bem... rs
Obrigada pela visita. Como tu, estou adorando o que encontro no teu espaço e hoje fiquei a me perguntar: o que teria pendurado nas grades da minha janela?
Acho que nada... nem um olhar...
beijo e luz

Juani lopes disse...

ole, que bonito. Pase para felicitarte en el dia de tu santo felicidades
saluditos

Rosi Gouvea disse...

Eu sonho com um poema
Cujas palavras sumarentas escorram
Como a polpa de um fruto maduro em tua boca,
Um poema que te mate de amor
Antes mesmo que tu saibas o misterioso sentido:
Basta provares o seu gosto...
.
.
Mario Quintana
.
.
Estava com saudade desse pedacinho de nuvem...
.
.
Beijos doces
.
.

Lampejos disse...

João,

Uma paisagem de asas latejante na fresta da tua janela.

Brilhante teu poema!...

Obrigada pela visita!

(a)braços,flores,girassóis :)

Dama de Cinzas disse...

Obrigada pela sua visita!

Beijos

Cândida disse...

uauuu!

só eu é k não fazer nada! :)

bem, não é exactamente assim. varro bem, passo muitíssimo bem a ferro, faço umas boas amêijoas à Bulhão Pato, and so on.