terça-feira, 23 de setembro de 2008

verde, verde...


verde, verde…

verde sonolento varrido pela brisa dos ventos,

verde…

esperança amarrotada,
espera de sonhos cansada …

verde…

tenro, viçoso qual donzela florada,
é pasto dos sonhos,
repasto do outono…

60 comentários:

Sill Scaroni disse...

Verde.
Adorei ...
Sill

Ana Diniz disse...

Verde...
Verdi...
Green...

Esperança do mundo.
Verde nos olhos.
Verde sedutor.
Verde amor.
Verde mulher.
Amazônia brasileira...
Verde inspiração do meu poeta
Verde João.
De sonhos esverdeados e vivos
De tão verdes que são!

Versos para ti, meu amigo!

Bjos.

Olhos de mel disse...

Oie lindo! Verde da esperança, de vida, de paz...
Boa semana! Beijos

Fatima disse...

Verde, amarelo, azul... que lindas são todas as cores...

Paula disse...

Olá bom dia,
O verde que dizem ser de esperança, para mim pode ser também da natureza que é bela, ou até a cor dos olhos de alguém.
É apenas mais uma cor da paleta de cores de um pintor, de um quadro, ou até da nossa vida...
Gostei!
Beijos,
Paula

JOICE WORM disse...

No ambiente de trabalho do meu computador, tem a foto da paisagem verde que vejo da minha janela da sala...Um belo jardim completamente verde. As cortinas, são verdes, os sofás, verdes, tenho uma planta verde e viçosa em cima da mesa, as cadeiras da sala de jantar, são verdes... mas os meus olhos são castanhos e meus cabelos negros... Com um coração tão vermelho como tenho eu, não me canso de sentir "o verde".

Marcia Barbieri disse...

Verde como os rios de Lygia Fagundes,um misto de esperança e descrença.

beijos

Novo Olhar disse...

Chegou, com o verde...
Uma mistura de cores para alegrar o Outono.
Chegou com o verde...
Um verde que me encanta
Quando entra no meu sono

Os sonhos são assim livres a esvoaçoar com o verde do Outono

Um beijo
Dolores

tempoparaamar disse...

Um verde que aos poucos mudará de cor...
Abraço açoriano.
Salomé

BlueVelvet disse...

Verde que vai ser pasto do Outono que chega.
Lindíssimo texto.
Beijinhos outonais

Carecaloira disse...

Verde
Verde
Verde Esperança
Verde Sporting

Há lá cor mais linda que o verde??!!

Um beijinho
Marina

Lúcia disse...

Eu já tinha saudades, João.
Dessas simples palavras que tão bem dispões para fazer um poema.
Obrigado.
Bjos

JPD disse...

O verde é uma das minhas cores preferidas.

Este verde que exaltas é muito bonito.

Um abraço

Paula Martins disse...

Parabéns João, adorei! este teu "Verde, verde" soube-me a vida e eu sou uma amante da vida.

Beijos e boa semana para ti.

nas asas de um anjo disse...

em época de vindimas, mto apropriado este poema!o seu blog está aprazível.felicidades e cuidado com o coração

Justine disse...

As duas faces do verde - ou as duas faces da vida? Muito interessante, a metáfora do poema

(hoje gostei especialmente da música:)))

Paula Raposo disse...

Belo poema musical! Gosto do verde, a cor do meus olhos. Beijos.

Lúcia Lima disse...

Oi João,
bom dia!
Que belíssimo texto! Bem ao teu estilo: mesclar,emaranhar os contraditórios( esperança/desesperança/esperança), elementos que povoam nossa vida continuamente ; e o fizeste com tanta musicalidade que cheguei a ver em teus versos o estilo simbolista, visto que lançaste mão das assonâncias e das aliterações tão próprias daquele estilo.
Parabéns por mais essa pérola.
Um abraço,
Lúcia Lima

dona tela disse...

Aqui há gato!

Beijinhos.

elvira carvalho disse...

E esta semana domina mesmo o verde...rsrs.
Gostei do poema.
Um abraço

Angela Ladeiro disse...

Verde como tudo que procuro para me rodear. O meu jardim cheio de verdes, tonalidades sem fim...onde descanso e me inspiro. Lindo poema. Um abraço

Caçadora de Emoções disse...

João,
O verde está tantas vezes presente na minha vida...
No meu olhar, quando acordo cheia de sonhos e esperanças, contemplo a vegetação. E é uma das cores do arco-íris.
Amo o verde! E adorei o seu poema!

Mil sorrisos :)))

Humana disse...

Olá João,
muito lindo o poema.Deixei-me embrenhar no verde e ouvi a musica suave...
Beijinhos.

Graça Pires disse...

Gostei deste repasto de outono tão verde.
Um abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

verde

verde

esperança

esperança

e estamos no outono

beij

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Concentro-me aqui e descubro as cores da vida. Lindo!
Um grande abraço

Baby disse...

É o verde feito poesia, é a esperança de verde pintada...

Um abraço.

mdsol disse...

Não sei se já lhe disse de caras que gosto muito da maneira como escreve, do que escreve. E este verde é mesmo esperançosamente bonito!
:)

Alda. disse...

Gosto imenso da maneira como escreve, e até gosto do verde, mas cinceramente gosto muito mais de vermelho... não leve a mal!
Um abraço

mariam disse...

um excepcional verde Outonal.
gostei muito.

deixo-lhe uma galega que muito gosto

http://br.youtube.com/watch?v=JaqUohzuxZo

e um sorriso outonal :)

mariam

xistosa - (josé torres) disse...

Fiquei sem saber se o comentário foi postado.
Ao clicar, apareceu-me a indicação de que o "Blogger", não estava disponível.
Se ficarem dois comentários, peço desculpa.
Também não percebo muito disto e nem sei como fazer.

parece-me que me tinha referido ao verde, uma combinação de cores para o humano, mas uma simplicidade para a natureza.
Uma cor do arco íris.
Um viço de donzela que há-do florir.
Um ante-pasto de sonhos, talvez fora da época.

ANA DINIZ disse...

Grande poeta!

Tenho um apreço imenso por ti. Os versinhos que a ti fiz são de coração para coração.

Sua presença lá deixa-me em estado de graça, sempre.

Obrigada por ter respirado os ares sensuais e cósmicos da minha casa!


Beijos, meu amigo.

Ana

Bandys disse...

Muito lindo.
Adorei.
Simples como o vERDE.

bjs

Zé Carlos disse...

Meu prezado João.
Quando tiveres desejo de um cafezinho ao ponto, apareça aqui em casa.
Um forte abraço... ZC

EternaApaixonada disse...

Caro João,

Vim te "ver de" novo...
E encontro mais um post lindo!
Deixo meu abraço desde o lado de cá do mar, onde o verde está a renascer na chegada da primavera...
Beijos da Helô

poetaeusou . . . disse...

*
repasto de outono . . .
. . . na folha caída . . .
,
abç,
,
*

mariam disse...

bom fim-de-semana

um abraço outonal
um mimo
e um sorriso :)

annah disse...

Olá, João,
Belo e inspirador poema para um sábado cinzento e introspectivo...
Obrigada pela visita e comentário. Seja muito bem-vindo! :))

Abraço!

JC disse...

Verde de esperança. Verde esperança que nos poça trazer a paz no mundo e melhores dias para todos.
Abraço

Desnuda disse...

Bonito, João! É verde a esperança do outono na maturidade. Mas é lindo...


Beijos e ótimo fim de semana

Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

Passei de novo para ver o blogue e apreciar este artigo de excelente qualidade, com uns laivos de fina sensibilidade poética. Boa semana com tudo de bom.

carla mar disse...

... da Lua... sopro-te, um beijo... sonhador ;)

maria claudete disse...

Verde esperança amarrotada,mas não perdida!. Abraços.

AnaMar disse...

Verde. Cor em qualquer tom.
Verde mar, verde esperança, verde natureza.

Verde um olhar...que amadurece o desejo.
duivdu
Abraço

Angela Ladeiro disse...

O Domingo acabou...para ver o sol. Amanhã vai chover e terei de esperar para voltar a sentir o seu calor e luz. Pensarei nesses verdes de várias tonalidades...Um abraço

Mello disse...

Muito bonito o poema: "Verde, verde"... a cor verde é uma cor alegre, a cor da Mãe Natureza, da esperança de um novo dia... Para mim tem um significado especial, sou de um dos sítios mais verdes do nosso Portugal... a Ilha Verde, a Ilha de S. Miguel!

Beijinhos,

Graça Mello

Alatriste disse...

Gracias por visitar mi desván.
Desgraciadamente, yo no sé portugués.
Salud y suerte.

Danielle Kimura disse...

hahá!
nem foi desencanto nenhum não, na verdade foi um "acordar".
Estou feliz naquele texto...De um modo diferente (:
Mas parece que tem alguma decepção no seu verde...
"esperança amarrotada,
espera de sonhos cansada"
Ou me enganei?
De qualquer forma achei bonito e delicado (:
bjs!

Vera disse...

Verde, esperança, pasto de sonhos, viçoso e fresco.
Gostei muito do poema, ou de mais este poema!

Beijinhos

Roberto Esmoris Lara disse...

Suave y profundo, poeta-compañero, como el dolor verdadero y como el paso de una donzela que no nos mira en el andar dos sonhos.
Gracias por pasar por mi mar, doin Joao...espero me reciba siempre.
Abrazo
REL

Teresa Durães disse...

verde paz

fgiucich disse...

Un verde impecable. Abrazos.

Lia disse...

Olá,
vim conhecer o seu cantinho;0)
Gosto de poemas...gosto do verde...é esperança!
Voltarei...abraço.

carla mar disse...

beijo. outro ;)

Xinha disse...

O verde é a cor da esperança...
E aqui a cor está bem defendida, através de tão belas palavras !!

Xi-coração

Deusa Odoyá disse...

Olá meu estimado amigo e poeta Joâo.
O verde significa muita coisa.
O verda da esperança, de nossos olhares paixonados, o verde da própria natureza e o verde do nosso OUTONO.
Um belo texto, parabéns.
Uma semana repleta de luz e carinho, Recheado de muita fé e forte como a energia.
fique na paz.

Sua amiga.
Regina coeli.

toñi disse...

Gracias por pasar po mi blog y asi darme la oportunidad de conocerte.Un saludo

Violeta disse...

Bonito tom de verde...

Ailime disse...

Lindo este poema em tons verde de esperança, de calma, de paz e que mesmo "repasto do outono", voltará de novo, na primavera, pleno de vigor.
Um abraço.

Parapeito disse...

E que continues assim a escrever em verde esperança.

******