sexta-feira, 20 de agosto de 2010

este rio...


este rio que o sol rasga

na brisa dos dias breves,

é um navegar de mãos dadas

no eco dos murmúrios…


======

imagem da internet

======

27 comentários:

Josélia Davide disse...

Lindo,João,muito bonito.
Como é possível ter uma sensibilidade como a sua e conseguir tanta e tão rica poesia em tão poucas palavras.
Registo a minha primeira passagem por aqui com a certeza de que voltarei.
Parabéns,poeta!

Fátima disse...

Que encanto!
Adoro ler-te.

Beijo meu

Luciana disse...

Olá João

Obrigada pela visita e gostei muito desse texto e adoro imagens.

Bjs e boa noite

Daniela Tavares disse...

Olá!

Fantástico trabalho! Adoro escrever, e antes daquele meu post dos espantalhos, tenho mesmo um texto meu. Já tive um blog só com os meus textos... Sinceramente, acho que as palavras têm um poder abstracto ainda não dominado totalmente pelo homem.

Adorei esta pequena quadra, parabéns. Aparenta uma sensibilidade muito boa.

Obrigada pela visita. (:

Beijos.

Ivy disse...

João, vim agradecer pela visita e pelo comentário. Obrigada, volte sempre, será um prazer recebê-lo.

Bonito seu espaço, parabéns!... Voltarei outras vezes.

Bjs,
Ivy

Paulete disse...

"A glória é tanto mais tardia quanto mais duradoura há de ser, porque todo o fruto delicioso amadurece lentamente."
Lindo texto parabéns pelo espaço.
Obrigada pela visita, será sempre bem vindo.
Bjkas

Tatiana disse...

A profundidade desse verso dispensa maiores comentários.

ADOREI!

Beijo com carinho

teca disse...

Obrigada pela visita. Vim aqui conhecer o seu cantinho... e que encanto!

Felicidade.

Beijos.

Roberto M. Alves disse...

Prezado João,

Através do blog da Teca, cheguei ao seu e gostei muito do que encontrei por aqui.
Estive em Portugal agora em agosto e fiquei encantado com tudo que vi. Vi poesia em muitos lugares.

Um abraço
Roberto

Gustavo Osmar Santos disse...

http://gusossantos.blogspot.com

Sofia Carvalho disse...

Lindo poema João! parabéns! adorei este cantinho;)

lis disse...

Belo trabalho o seu , a poesia , a pintura, a Arte bem representada. Gostei demais da Videira.
Vou ficar lendo mais ,sou fã de poetas portugueses e sempre estou colhendo poemas dessa pátria que também é amada. Arrisca levar os seus também rsrs são muito bons,João
obrigada pela visitinha, sinta-se convidado, a honra é minha receber poetas no lugar a eles reservado.
abraços

Desnuda disse...

Querido amigo João Videira,

Maravilhosos versos deste rio que é na verdade um eco de murmúrios e de tudo da vida.

Beijos com carinho e ótimo fim de semana, João.

Maria P. disse...

Lindo...

beijinho*

Sonhadora disse...

Poeta
Muito profundo o seu poema, tem vida nas entrelinhas.

Beijinhos
Sonhadora

Graça Pires disse...

Quanta magia nas palavras e na imagem!
Um beijo, amigo.

Livinha disse...

Tantas vozes que por alí perpassam,
encantos levam, sonhos deixam
ecoando gritos roucos, entre falas mansas...

Lindo!

Bjs

Livinha

Everson Russo disse...

Que este rio nos leve a calmaria que tanto buscamos pela vida,,,obrigado pela visita amigo,,volte sempre que desejar...abraços de bom dia.

Chica disse...

simplesmente maravilhoso!um abraço,lindo rio!!! chica

Luaaz disse...

Oi Seu João!!Obrigado novamente pela visita no meu Blog.
Faz um tempão que eu não visitava o seu, tenho estudado muito ultimamente, a faculdade tá me tirando o sossego!!
Adooorei o poema (como sempre adoro os seus)!

Anónimo disse...

Bonita paisagem
Que recordações tens da Sida Sueca, Emissores A. de Lisboa?

Teus ex colegas, do 1º andar Fernando e Lucrecia

gabriela disse...

Lindo poema e o rio é lindo, um abraço

Ana Gaúcha disse...

Amigo camarada...és de Lisboa__PortugaL?
Que maravilha.
Somos irmãos de Mãe Pátria!!!

Prazer!!
Amei ver vc no Meu recanto.
Vim ver o seu e vou ficar.
Se quiseres seguir-me
sinta-se Convidado.
bjs
Boa Noite!!
PAZ E BEM!!!

Everson Russo disse...

Abraços fraternos de bom dia pra ti amigo.

Vanda Paz disse...

Linda imagem, serena como as palavras que escreveste

Beijo

Baby disse...

As tuas palavras sempre um rasto leve e perfumado quando nos tocam cá dentro.

Livinha disse...

Carinhos deixado, são como passos que deixam pegadas no coração da gente.

Obrigado.
Seja sempre bem vindo.

Bjs

Livinha