quinta-feira, 5 de agosto de 2010

abstrato...


procuro o encontro do que não sei,

uma restea do desconhecido,

um poema aceso,

um gesto sonambulo

onde a noite apaga

o sonho,

o dia iluminado...


======

dedicado a Cristina, minha filha

======

imagem: "on birthday" pintura a acrílico sobre tela

======

18 comentários:

Rosette disse...

Lindo,lindo,lindíssimo!!!
Parabéns,parabéns,parabéns!!

Tere disse...

ei amigo,como não sei escrever arrepiei,simplismente lindo parabens,tere.

Martinho da Silva disse...

Como sempre o talento exprimindo-se em diferentes artes. Gosto. Abraço

Cristina disse...

...as palavras, as sílabas, as emoções ... muito bom! Pai, Muito obrigada. Mil beijos
Cristina Videira Santos

Dora Regina disse...

Que lindo presente você oferece à sua filha!
Parabéns!!
Tenha um dia de luz!

Lina Querubim disse...

Lindo!!!
Beijinhos aos dois e continuação de um bom dia!

Anónimo disse...

________________________________


Um dos seus melhores poemas!


Que seja sempre de luz o seu caminho...

Zélia

___________________________________

rosa-branca disse...

Que lindo para ofertar á sua filha. Amei. Beijo meu

Cria disse...

Impecáveis palavras, parabéns !

Maga disse...

Feliz filha, que tal Pai tem!
Que a criatividade e a poesia que desse Pai brota, deslize direitinho ao coração da filha amada!
Um abraço da
Maga

Natália disse...

Olá João
Muito bonito
Parabéns
Um beijinho para si e outro para a Cristina
Bom fim de semana

Alda disse...

Lindo poema João, e da tela também gostei! Parabéns!
Bjs

luis disse...

.... mais uma vez parabens João

e

boas ferias

um grande abraço

L.F.

Graça Pires disse...

Um belo poema dedicado à filha.
Parabéns. e um beijo.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá amigo, bela tela...belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Rosa dos Ventos disse...

Belo presente!

Marina-Emer disse...

preciosos tus versos...gracias por tu visita y las bellas palabras que me has dedicado buena semana
un abrazo
Marina

Siberia disse...

He revivido aquellos días en que estando en Coimbra me compré Os Lusiadas y leí en portugués.

Me gustó leerte