segunda-feira, 31 de maio de 2010

beber-te...



beber-te na plenitude,

na sede da cobiça

e na luz dum relampago

acender-te o êxtase,

o delírio do fim…

15 comentários:

Martinho da Silva disse...

Como habitualmente,O poeta e o artista plenos de originalidade.Parabéns.Abraço

Alda disse...

Muito original...

Uma boa semana!

Sonhadora disse...

Meu amigo
Embalei-me no seu poema...Lindo.

Beijinhos
Sonhadora

Canduxa disse...

Um belo poema!
Parabéns.

um abraço

Maga disse...

Gostei das linhas simples escritas com simplicidade, gostei da junção do copo-mulher que interligados...
formam um Poema único!

Caminhos Poéticos disse...

Você,
é a minha música mais linda ouvida
a minha poesia de amor preferida
o sorriso que fala da paz ao meus ouvidos.

Joe Luigi

Beijos & Flores......M@ria

claudete disse...

Na plenitude tudo é belo...plenitude não tem idade...tem sabor!
Abraços.

© Piedade Araújo Sol disse...

sensual q.b. com uma foto muito original.

parabéns Poeta!

beij

Humana disse...

Lindo João!
Acho até que me fez sede... ;D
Beijinhos.

dona tela disse...

A CONJUNTURA OBRIGA E AQUI ESTOU EU.
ATENTA E OBRIGADA.

Paula Raposo disse...

Lindíssimo! Gostaria de ser esta bebida...beijos.

Baby disse...

As palavras deslizando ao sabor da mais perfeita inspiração.

E a bebida tão original....

Bjs.

Graça Pires disse...

Um poema pleno de paixão. Gostei imenso. Um beijo.

Paula C. disse...

Poucas palavras, mas fantástico!!!
Meu amigo, estou de volta, farei os possíveis para ler o que tenho "perdido"...
Se me quiser visitar...ficarei muito grata.
Beijo
Paula Cruz, anteriormente, quase senhora

Fernanda disse...

Amigo João,

Belo e arrebatador!

Beijinhos


Na casa do Rau