segunda-feira, 17 de maio de 2010

nas moedas da fome...


Karl...(o filósofo)


Marx... (os irmãos)

======

nas moedas da fome…pago!

pago a sede do desespero,
a sobrevivência,
o grito…

se Karl soubesse o que peno,
o que pago,
os irmãos Marx pantomimavam…

nas moedas da fome,
no curto que é o dinheiro,
os cães matariam a fome
nos ossos que rôo...

======

14 comentários:

Isa GT disse...

Acho que os ossos até já foram roidos pelos cães.

Martinho da Silva disse...

Direi,espectacular.Pelo que é,pelo que esconde,pelo sentido de oportunidade.Fabuloso,como sempre.Abraço.

Véu de Maya disse...

Já se proclamaram quase todas as mortes....morte do sujeito...morte do homem...morte de Deus...mas a morte da fome...e do dinheiro...está muito difícil a questão.
saudações cordiais.

Véu de Maya

HELENA AFONSO disse...

Acho mesmo que hoje em dia só se consegue sobreviver com muita pantomina!........ou antes,talvez, com muita fé em Deus!
Beijoca,
HELENA

LadyFullMoon disse...

Gostei! Gostei muito! Há que contestar o Capital e a Palavra é a ordem! AVS

Baby disse...

Fabuloso, direi tanbém!

"pago a sede do desespero,
a sobrevivência,
o grito…"

Como não pagar isso e muito mais?

Um abraço.

Batom e poesias disse...

Vim retribuir a visita e digo que gostei muito dos teus versos e das crônicas.

Abço
Rossana

Amordemadrugada disse...

Olá!
Eu pago para ver o mundo dar uma reviravolta...Se é que isso é possível!
Não preciso pagar para te ler....com tanto gosto1
Abracito e boa semana

Humana disse...

E vamos sobrevivendo, cantando e rindo...
Um beijo, João!

contagotas disse...

João
Agradeço a sua visita e envaideço-me com os comentários.
Passeei no seu espaço e gostei do que vi. Prometo voltar.

Abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

já não há ossos
apenas a terra ficou
já não há nada
só a mágoa
que
escorre
nas letras do Poeta.

beij

Graça Pires disse...

Excelente João. Gostei do Karl e dos Irmãos Marx...
Um beijo.

Maga disse...

Só uma pergunta e nem é preciso responder: o amigo acha que ainda existem ossos para serem roídos?
De resto a composição está ótima!
um abraço

claudete disse...

Dói mais ainda saber que as moedas da fome estão sendo escandalosamente manipuladas corroendo o homem por inteiro: corpo e alma! Concretos versos.Abraços.