quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

guardo...


guardo nos segredos maresias,
mares infinitos,
manhãs longínquas,
despertares do amanhecer,
colos de noites infindas...

guardo o imaginário,
o vôo do sol,
a lua do desejo,
a surpresa mágica,
o toque desconhecido,
o beijo intocável...

guardo o que não digo,
o que amealho,
o que não consigo,
a cruel desdita,
a frase perfeita,
a existência...

guardo a nostalgia,
o sonho,
a ilusão,
o caminho,
o que resta,
o que fica,
o que sobra,
o que sou...


======

imagem da internet

======

10 comentários:

HELENA AFONSO disse...

OLÁ JOÃO,
tinha saudades de ler os seus poemas, estive ausente do blog e agora fui "navegar" pelos mundos "do além"...para satisfazer um sonho de há muito guardado e poder assim dar largas à minha fantasia e mergulhar neste mundo desconhecido. Foi uma viagem fantástica no AMAZONAS, tal como a descreve Julio Verne na sua "JANGADA"....aventura, prazer, fascinio,indescrítivel o que se sente ao entrar nesse mundo da natureaa ainda selvagem, apesar dos ameaços do ser humano!
Convido-o a visitar a minha primeira reportagem do dia nos Rio Negro e o encontro das Águas com o Solimões, a maravilha da NATUREZA PURA,, NUA, BELA COMO SÓ ELA!
um bjº HELENA

rosa-branca disse...

Pode guardar mas só o que vale a pena ser guardado. É claro que as recordações se guardam e por vezes não são as melhores. Gostei. Beijos com carinho

Tere disse...

guardo nos segredos maresias,
mares infinitos,
manhãs longínquas,
despertares do amanhecer,
colos de noites infindas...


amigo ! assim, simplismente lindo poema... bjus tere.

Janaina Cruz disse...

As vezes é preciso guardarmos fragmentos para nos resguardarmos, depois a vida acontece e novamente voltamos a fazer uso do que nos é essencial... Amei seu blog.

Ariadne Cavalcante disse...

Guardamos sempre algo dentro de nós, algo que não ousamos dizer, que fica apenas no fundo, calado, mudo e que faz parte de nossas vivências, mas é bom só nos lembrarmos do que nos fez bem... Linda poesia! Adorei o blog!

La Lola disse...

Guardo tanto que dar...
Un abrazo

Janaina Cruz disse...

Vim agradecer a tua visita em minha esferografia, e te desejar um final de semana incrível.

poeta entusiasta disse...

Amei seu blog,parabéns pelo belíssimo
trabalho prestado ao Patrimônio Cultural da Humanidade.
Agradeço-te a honrosa visita,com certeza a vida é um eterno aprender
porisso sua eterna aprendiz , amante do saber, principalmente da arte poética que encanta o imaginário popular e eleva o erudito

Sinceros agradecimentos

Viagens pelo Mundo disse...

João,

Todos guardamos segredos cobertos de maresia pois eles adoçam a monotonia da vida tornando-a mais bela. Sem dúvida que a sua poesia espelha um contraverso da alma com o qual todos nos identificamos.
Um beijo e gostei muito,
Cristina

Paula Raposo disse...

Como é que eu ainda não tinha lido esta maravilha??! Ando muito distraída...beijos.