quarta-feira, 8 de outubro de 2008

la manzana



una manzana...

delicioso fruto
donde se comen las delícias
del amor...

una manzana...

una história,
una leyenda...

el principio de todo.

...donde se olvida la serpiente
y desea...la manzana!

75 comentários:

marcia.laja67@gmail.com disse...

Maçã...a fruta do pecado...Linda Poesia!

Agradeço sua visita em meu blog, tenha uma linda quarta e receba carinhosamente um abraço,

Marcinha*

Brigitte disse...

Obrigado pela visita.
Lindo texto.
:)

Paula disse...

Olá boa tarde,
Muito bonito!!!
Li num livro ("Paris é uma festa", não sei se leu e gostou)onde gostei de ler as descrições sobre algumas das refeições e situações... Não sei o porquê, mas este post fez-me lembrar esse livro.
Beijos

Bandys disse...

Lindo!
bjs

Marlin disse...

Mil gracias João!! por la visita y dejar tu comentario!! Un abrazo!!

Leandro Neres disse...

Te vi visitando o blog de uma amiga, gosto mto destas interações entre escritores de diversos países... E gostei do teu comentário por lá tbm...
Um abraço!
Leandro

PS:Está convidado a conhecer o Bilhetes...
bilheteseafins.blogspot.com

uma quase avó disse...

Em tempos de crise ainda há quem, com talento, poupe palavras.

rsrsrsrs.

Poupança de palavras, muito talento, amplo sentido da sensualidade.

Beijo com carinho e apreço

Keyla Sanchez disse...

Gracias por compartir tu poesia!

Justine disse...

Também um simbolo e um ritual,a maçã.
Surpresa, o poema em língua espanhola:))Que domínio da palavra...

Carecaloira disse...

Gosto do texto mas confesso que não é das minhas frutas preferidas.

Um resto de boa semana
Um beijinho
Marina

Paula Martins disse...

Pois é meu amigo, tens toda a razão, afinal tudo começou com uma maçã, aquela que foi e será o fruto do desejo e tu conseguiste passar a mensagem de forma bem sensual. Adorei

Beijinhos

mdsol disse...

A maçã...Mas, deixemos a maçã e centremo-nos na manzana...surpreendente foi ler o poema em castelhano... Uauuuu
Parabéns
:))

JOICE WORM disse...

Quem inventou a história da maça foi a Igreja. Acho que o cara não gostava da fruta...(risos). Mas lembra que a Branca de Neve também foi vítima de uma delas? Acho que foi plágio. Já estou com medo de comer "manzanas"... Hehe.
Uma beijoka no seu coração, Videira! Ops. Ainda bem que a história não foi com "uvas".
Antes que me esqueça. E esquecendo a maçã... Seu poema está m a r a v i l h o s o!!

Andreia do Flautim disse...

Maçã é boa e faz bem!

Artista Maldito disse...

Mas a maçã é deliciosa, bonita na aparência, perfeita para cometer o melhor dos pecados. Mas foi preciso que uma mulher não tivesse medo e desse a provar as delícias da vida, que essas são bem reais e trazem cor aos dias mais sombrios.
E que dizer da pera, muito semelhante ao corpo da mulher e que Santo Agostinho dizia ser esse o fruto proibido...Ele lá sabia!!!
Gosto muito dos seus poemas e virei aqui muitas vezes, eu que sou uma perfeita desconhecida, ao sabor do vento, da minha liberdade. Felicito-o pelo seu blog de grande qualidade.
Um abraço amigo
Isabel

Paula Raposo disse...

Bonito o teu poema à maçã, à serpente...ao pecado!! Gostei. Beijos.

Graça Pires disse...

Isto de se culpar a serpente...
Gosto de maças.
Um abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

maçã lembra pecado.

rs

beij

Alda. disse...

Bonito poema!
Bj

Eduardo Aleixo disse...

Coitada da serpente. E se acariciarmos a serpente e amarmos a manzana? E se amarmos a serpente e acariciarmos a manzana?
Serpente e manzana, o mesmo prato, a mesma delícia, o gosto de mãos dadas com o olhar: assim preceitua a liberdade do verbo amar.
Bonito poema.
Desculpe o meu verso-especular.
EA

Lúcia disse...

Fruto de desejo...fonte de pecado...ainda hoje as mulheres pagam as favas.
Mas a stuas palavras são de seda. Lindo.
Beijos

Delfim peixoto disse...

Como sempre, genial
Abraço

Humana disse...

A maçã do desejo, do pecado, "o fruto proibido é sempre o mais apetecido" não é?
Tb adoro maçãs!Gosto delas vermelhinhas e reluzentes...
O poema está lindo, como tudo o que escreves, aliás...
Beijinhos com sabor a maçã, se puder ser.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Peco todas as manhãs, comendo uma maçã. Não dessa vermelhinhas, mas daquelas reinetas / cepriega. Gosto de me deixar envolver no seu sabor. Bendito sabor do pecado.

poetaeusou . . . disse...

*
o eden e a videira . . .
,
pecados nocturnos, deixo,
,
*

BlueVelvet disse...

Que espectáculo!
E em espanhol. Apanhou-me desprevenida mas adorei.
Veludinhos azuis

Marcia Barbieri disse...

maravilhoso! Um símbolo e mil histórias escondidas nele, o sagrado e o profano a um centímetro da boca...

beijos ternos

pyb (Elisabete) disse...

Como sempre, belas palavras conjugadas suavemente e que dizem muito.
Bom fim de semana!

carla mar disse...

TENTAÇÃO...

Beijo meu :)

Micas disse...

Gostei imenso da poesia que li aqui. Grata pela partilha.

Marta Vasil disse...

Quem diria que a maçã, fruto do pecado, do desejo, da tentação... poderia ser a musa de uma poesia doce, tão doce quanto a sensualidade que arrasta?

Genial a ideia, genial a escrita!

Abraço

MV

frederico antunes disse...

Penso que só a si lembraria dedicar um poema à maçã. À maçã e a tudo que esconde por trás das suas palavras. Francamente, gostei. Pena tê-lo escrito em espanhol. Pelo que leio, domina a língua de Cervantes. Resta dar-lhe os parabéns e deixar um abraço. Voltarei.

Véu de Maya disse...

leve e inteiramente poético!

abraço

Bianca Tupinambá disse...

Obrigada pela visita!
Bela poesia!

Sol da meia noite disse...

Maçã... um fruto delicioso com uma história não menos deliciosa...

Abraço

Hugo de Oliveira disse...

OI João...gostei demais daqui, viu.
Te add em meus favoritos...te espero lá no meu.

abraços

Camilla disse...

Tive mais uma vez o privilégio de receber a visita em meu blog de alguém de Portugal.

Muito obrigada pelo comentário.´

A maça, o suposto fruto proibido!

Volte sempre, será um prazer!

Até logo!

mariam disse...

João, tão bonito!
é muito hábil a cantar a sensualidade... e lido em voz alta, este poema fica, demais!

bom fim-de-semana
um grande sorriso :)

mariam

Armida Leticia disse...

Gracias por pasar a mi blog y dejar tu comentario Joao, te dejo un saludo desde México. Deliciosas las manzanas, todos los días me como una, a veces una roja, una verde o amarilla, todas, ¡deliciosas!

Ailime disse...

Delicioso poema, como a maçã que o inspirou!
A maçã, o fruto proíbido, que fechou um ciclo e abriu um outro!
Um beijo.

Mello disse...

A maçã... a fruta do amor... tão saudável!

Trago-lhe um forte abraço da Ilha Verde...

Beijinhos,

Graça Mello

JC disse...

Maçã. Fruto proibido. Bonito poema.
Abraço

Vivian disse...

...maçã

o vermelho que fascina.
o doce que convida.
o sabor que completa
o prazer da primeira
mordida.

bjs

Baby disse...

A maçã da foto é perfeita e as palavras uma bela moldura para a mesma, não fosse ela o fruto apetecido...
Bom fim de semana!

Ana Paula disse...

Seja bem-vindo! :)

Sonhadora... disse...

Lindo a maçã é uma fruta muito sugestiva q faz a imaginação flutuar.

bjos!

Deusa Odoyá disse...

Olá meu doce amigo João Videira.
A fruta do amor proibido.
Nossa que delícia!!!
Um belo texto amigo.

Uma semana cheia de paz e luz.
Beijos da amiga do lado de cá.
Regina Coeli.

maria claudete disse...

poderia ser outro fruto, mas foi a maçã:por sua beleza, por sua forma, por sua cor, o conjunto representa o "proibido",não necessariamente o "pecado" e sim a "transgressão". Olhando a maçã contemplamos nossa existência . Parabéns pelo texto e por dizer tanto com economia das palavras.Abraços.Chegar aqui é sempre um prazer imenso.

Roclates disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roclates disse...

Hola Joao.
Como estas hermano?
Paso a saludarte... a visitarte... a leerte un poquito, y un "muchito".

Ricas las manzanas, no?

Te dejo un Gran abrazo y un beso!!
Nos vemos.

xistosa - (josé torres) disse...

Al ingerir manzanas estarás haciéndole un favor a tu organismo previniendo y mejorando el humor de la serpiente!

Késia Maximiano disse...

Uma maçã!
João, muitssimo obrigada pelo cometario la no japones em braiel ta?
volte sempre que puder
super beijo

La Lola disse...

¿Para que pensar en serpientes?.....olvidarla y comer manzanas, muchas manzanas.
Un abrazo

fgiucich disse...

Un poema tranquilo y suave, como agua de molino. Abrazos.

Betty Branco Martins disse...

.querido João





______________la manzana______________...






.o




delicioso____frutO












beijO______
bDomingo

Caçadora de Emoções disse...

João,
Poema delicioso! Surpreendeu-nos em espanhol...

Grande abraço e muitos sorrisos :))

Baby disse...

Que maças como esta nunca faltem à nossa mesa para deleite do estomago e da alma...
Bjs.

Angela Ladeiro disse...

...E são deliciosas...Um abraço

ANA DINIZ disse...

Oi, João!

Acredito nesta lenda como a mais tradicional manifestação arquetípica do desejo humano...

Quisera um pedaço da fruta. Terei o prazer de mordê-la todos os dias... Ah.

Tê-lo feito em espanhol deixou a lenda ainda mais quente.


Besos, hermano!

Ana

Teresa Durães disse...

a maça será sempre o símbolo da tentação

Salto-Alto disse...

Gostei da poesia! E a maçã tem sempre aquela conotação de ser o fruto proibido!

Obrigada pela visita e pelo comentário! Fiquei fã!

Beijoca!

Leticia Gabian disse...

João,
Duas delícias que se complementam: a maça e o teu poema.

O mais importante de tudo:
"...donde se olvida la serpiente
y desea...la manzana!"

Abraço

SAM disse...

Belíssimo, João! A maçã saborosa, o desejo delicioso e as tentações excitantes. Um triduo apaixonante.

Beijos

BANDEIRAS disse...

Olá amigo solidário...
Agradecendo a visita, estou por aqui a observar teu blog...estou gostando de tudo, posso ficar a vontade ?
Um abraço

Juani lopes disse...

muy chulo y perfecto tu español, felicidades me gusto mucho, tu blog es la manzana de mi tentacion
saluditos

Uma Ilha disse...

E com uma maçã tudo começou.uma ilha

Laura disse...

ahhh, me rio do xiste do xistosa, ... mas tem razão... la manzana está ligada a eva...e por detrás dela estará lo pecado!...besitos.

Maria Dias disse...

Maça é a fruta da sedução...Gosto de suas forma e sua cor...A poesia está muito sedutora tb.

Abraços

Maria

Emanuela disse...

Vix...Lembrar a serpente, pra que? Se a maçã é tão apetitosa, não é mesmo?
Poema simples e completo!
Beijinhos

Patti disse...

Pena foi que serviu de bode expiatório para muita desgraça e injustiça durante séculos.

Pêro que es fenomenal, porsupuesto que si!

Las Cosas De Lua disse...

Decirte qué yo tambien pasare ....volando ,corriendo ...pero pasaré .

Un saludo .

Mira_azevedo disse...

Ola ,
Andei navegando por seu blog e fiquei encantada com tanta riqueza.
A música a poesía y a pintura sem elas, a mim es imposible ben viví.

Un abrazo com carinho

Estrella Altair disse...

Que amáveis foram teus comentários em meu blog, vim a ler a tua poesia em Espanhol.

Obrigada a ti tanbem por utilizar este idioma irmão.

Gosto das maçãs... em todos seus significados e sabores.

Um besazo

nas asas de um anjo disse...

foi bom reencontrá-lo neste seu blog, está bonito e vou linká-lo!

qto á maçã, tb já escrevi sobre o fruto da tentação.

felicidades

Ana Velez disse...

Olá,
Foi a primeira vez que visitei o seu blog e sinceramente gostei.
Ana