domingo, 20 de abril de 2008

existo!



no cansaço das mãos...desenho-me!

dou traço ao espirito,
desenho a revolta.

na fadiga da ideia,
ensaio o grito
e berro...

existo!

2 comentários:

São Menezes disse...

Para pensar? Por mim,gostei.Abraço da São Meneses

Paula Marini disse...

Gosto da tela, achei lindo o poema. Parabéns.